O drama de dois paredões

Titulares absolutos de Brasil e Espanha, Julio Cesar e Casillas penam em seus clubes

Por O Dia


Rio - Em 2009 e 2010 não tinha para ninguém. Em qualquer lista de melhores goleiros do mundo, era possível encontrar Julio Cesar e Iker Casillas, titulares absolutos de Inter de Milão e Real Madrid e de suas respectivas seleções, no topo. Mas o mundo dá voltas e hoje, os dois, embora ainda titulares de Brasil e Espanha, enfrentam problemas em seus clubes.

Julio Cesar está em baixa no clube inglêsAndré Luiz Mello / Agência O Dia

Julio Cesar assinou com o Queen’s Park Rangers, da Inglaterra, com um salário milionário. Suas boas atuações não impediram o rebaixamento do time. Em baixa com o técnico Harry Redknapp, ele ficou sem espaço no time e não conseguiu uma transferência. Para completar, quebrou o dedo médio e teve que ser submetido a uma cirurgia que o deixará inativo por um mês.

Se no clube sua situação é ruim, na Seleção ele é um dos homens de confiança de Felipão, fez uma grande Copa das Confederações e já foi convocado pelo treinador para o Mundial de 2014.

“O tempo de preparação antes da Copa será fundamental. Como ele já conhece os zagueiros, terá mais facilidade. E Copa do Mundo é tiro curto. Para experiência que o Julio tem o fato de não estar jogando não será problema”, afirmou o ex-goleiro Marcos, um dos destaques na conquista do pentacampeonato mundial em 2002.

Casillas está no banco de reservas do Real MadridReuters

O caso de Casillas é parecido. Formado no Real Madrid, o goleiro tornou-se titular do time aos 18 anos. Foi eleito o melhor do mundo entre 2008 e 2012, mas no ano passado foi afastado por contusão e não voltou mais. Com boas atuações, Diego López se aproveitou da briga entre Casillas e José Mourinho e garantiu a vaga, sendo mantido com a chegada do novo técnico, Carlo Ancelotti.

Mas na seleção espanhola tudo é diferente. Ele e intocável, capitão e o único jogador do mundo a ter conquistado 100 vitórias por uma seleção.

“É um goleiro que eu respeito muito e que atravessou um momento difícil na carreira. Foi um momento parecido de quando deixei a Inter de Milão”, disse Julio na final da Copa das Confederações quando vestiu a camisa de Casillas na hora de receber o prêmio de melhor goleiro.

Últimas de _legado_Copa do Mundo