Maicon admite fracasso da seleção na Copa: 'Um vexame, um desastre'

Lateral-direito lamenta campanha ruim do Brasil no Mundial

Por O Dia

Maicon disputa lance com Blind%2C lateral-esquerdo da seleção holandesa, no jogo em BrasíliaEfe

Brasília - Fugindo do tom de seus companheiros de Seleção e do técnico Luiz Felipe Scolari, o lateral Maicon foi taxativo ao admitir neste sábado, após a derrota para a Holanda por 3 a 0, em Brasília, que a campanha que visava o hexacampeonato acabou em "vexame".

Triste adeus! Seleção é derrotada pela Holanda e fica em quarto lugar na Copa

"Foi um vexame, um desastre. Queríamos ir à final, mas não aconteceu. Agora, é preciso levantar a cabeça, vida que segue", declarou o jogador, que reconheceu que a seleção ficou fragilizada emocionalmente com os últimos resultados.

"A gente estuda o adversário, conversa sobre o que tem que fazer e toma um gol com dois minutos (no jogo contra a Holanda). O lado psicológico abala, você toma sete gols numa partida (contra a Alemanha) e um aos dois minutos da outra, isso compromete", afirmou. 

Julio Cesar enfrenta marca negativa: 'Fiz de tudo para estar aqui'

Aos 32 anos e talvez se vendo distante de mais um ciclo de Copa do Mundo, Maicon se disse satisfeito por ter participado de seu segundo Mundial e elogiou o elenco brasileiro que disputou a competição.

Felipão não vê passado manchado por tragédia: 'Duas semifinais e um título'

"Estou satisfeito por ter feito parte desse grupo maravilhoso. Queríamos ter feito história com a camisa da seleção, mas o sonho não acabou para alguns jogadores, mês que vem tem convocação", declarou, referindo-se à lista para os amistosos contra Colômbia e Equador, que serão disputados nos dias 5 e 9 de setembro, respectivamente, nos Estados Unidos.

Últimas de _legado_Copa do Mundo