Chupeta cresce entre as feras do Flamengo e mira espaço como titular

Ala-armador coleciona títulos na base e no profissional e reforça discurso de que é possível bater franquias da NBA

Por O Dia

Chupeta na apresentação do uniforme do Flamengo%3A ala-armador é uma promessa do clube Gilvan de Souza / FlaImagem

Rio - Ali, no meio das feras do Flamengo, um jovem ala-armador se inspira e trabalha com o sonho de conquistar em breve um espaço no time titular. Chupeta, de 22 anos, chegou ao Rubro-Negro para reforçar a base, na Liga de Desenvolvimento de 2012, e logo passou a treinar com os profissionais. Ele coleciona títulos, o mais recente o da Copa Intercontinental, e planeja os próximos passos da carreira.

"Meus planos já estão sendo concluídos aos poucos. Meu primeiro passo sempre foi ter uma equipe profissional para jogar, conquistar títulos e assim vai sendo. Agora quero conquistar uma vaga de titular e poder ajudar cada vez mais a equipe a ganhar mais títulos", afirma Chupeta, que passou pelo Fluminense antes de chegar ao Flamengo.

No Rubro-Negro, Chupeta treina e aprende com nomes como Marcelinho, Marquinhos, Benite, Laprovittola, Herrmann, entre outros: "Você treinar com feras como eles só inspira a querer treinar mais, chegar ao mesmo nível deles para melhor. Eles sempre dão dicas, conselhos e ajudam no que é preciso. Sempre estão do nosso lado. Você treinar e buscar seu espaço em um elenco como esse é muito bom para o seu aprendizado, porque você vê que tem de melhorar cada dia mais."

Da temporada passada, Chupeta guarda com carinho o desempenho que teve contra o Bauru, em São Paulo, pelo NBB. O ala-armador anotou oito pontos, sendo dois em lances livres na reta final do jogo, quando o clube paulista encostou no placar.

"Foi a minha melhor atuação até hoje pelo profissional. Estava muito focado e preparado. José Neto me deu aquela oportunidade e agarrei como se fosse a última da minha vida", recorda.

Chupeta em ação pelo time sub-22. Referência do time campeão da LDBDivulgação

O ala-armador também coleciona títulos na base. Ele ajudou o Flamengo a conquistar duas LDB's (nacional sub-22). Chupeta é uma das referências do time.

"A LDB é muito importante para nós que estamos em formação, porque ali temos mais tempo de quadra, temos mais responsabilidade do time e isso é muito bom para nosso jogo e ganhar confiança", diz.

Chupeta exibe a taça da Copa Intercontinental%3A próximo desafio é amistosos contra times da NBADivulgação

Também na base, Chupeta passou pela seleção de desenvolvimento sub-19, sob supervisão de Rubén Magnano. Aprendizado de ouro para o ala-armador.

"A Seleção em 2011 foi um grande aprendizado, trabalhei com muitos jogadores bons da minha idade, aprendi bastante com eles. O Magnano sempre estava presente nos treinos, sempre dando orientação, isso é muito bom ter o técnico da principal ali corrigindo e ajudando. Foi um grande ano para mim", lembrou.

Duelos na NBA

Campeão mundial com o Flamengo, Chupeta embarca neste fim de semana com o time para um desafio especial: amistosos contra times da NBA. O Rubro-Negro encara o Phoenix Suns, dia 8, Orlando Magic, dia 15, e Memphis Grizzlies, dia 17.

"Estamos indo para medir forças com a potência do basquete mundial e também para termos um aprendizado muito grande, fazendo o intercâmbio. Com certeza é um imenso sonho jogar contra eles e estou muito feliz de realizar este sonho", diz Chupeta, que reforça o discurso otimista do clube de que é possível bater uma franquia da NBA:

"O nosso discurso é que se formos lá e fizermos o nosso melhor sabemos que podemos ganhar."