Com mistério na defesa, Flamengo enfrenta o Madureira pelo Cariocão

Luxemburgo não sabe se escala Bressan ou Marcelo

Por O Dia

Rio - Samir, promessa das divisões de base do Flamengo, joga neste domingo, às 16h, contra o Madureira, ao lado de um de seus concorrentes. Tanto Marcelo quanto Bressan buscam uma vaga no time. Wallace, suspenso, é o capitão na ausência de Léo Moura e titular absoluto. O camisa 4, porém, precisa mostrar a cada jogo que merece ser titular.

Luxa não revelou quem vai jogar ao lado de Samir na zaga do FlamengoDivulgação

Nos treinos, Samir é o jogador que mais leva bronca de Vanderlei Luxemburgo. O entrosamento com o Wallace ajuda a compensar os erros de posicionamento, maior dificuldade do jogador, segundo o treinador. Nesta tarde, seja ao lado de quem for, ele terá de provar ser capaz de dar segurança à defesa rubro-negra.

VEJA MAIS: Acompanhe o jogo do Flamengo contra o Madureira em tempo real

“Eu nem sei quem vai entrar... (risos). O Marcelo é um jogador, na minha concepção, mais ágil, com velocidade. O Bressan é mais cadenciado, mas também não foge dessa característica de velocista. Eu não gosto muito de fazer comparações. Quem sou eu para fazê-las? Quem entrar ali dará o seu melhor. Eles querem a oportunidade de jogar também, querem a vaga. Certeza de que nos ajudarão no jogo”, disse Samir.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O zagueiro, que já fez dois gols este ano, prega ambição e dá de bico na acomodação. Segundo ele, a conquista do Carioca, na última temporada, deve servir de exemplo. Por ter feito a melhor campanha, o Rubro-Negro ficou com o título, em 2014, ao empatar com o Vasco em 1 a 1 na final.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Carioca

“Nosso time tem de fazer como no ano passado: teve a chance de se distanciar e aproveitou. Tem de continuar focado e não achar que tudo está bom. Nos próximos jogos, temos de seguir fazendo o que estamos fazendo para continuar na liderança. Não tem jogo no qual a gente entre em campo e ache que está fácil. Tem de esperar sempre o mais difícil”, frisa Samir.