Após gol, Jonas quer taça, mas descarta ser comparado com Schweinsteiger

Meia deixou a sua marca pela primeira vez no clássico

Por O Dia

Rio - Autor do gol do Flamengo que abriu o placar para a vitória de 3 a 0 sobre o Fluminense, o meia Jonas concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira, na Gávea. O jogador comemorou a classificação antecipada do Rubro-Negro no Estadual, mas salientou que é preciso buscar o título da Taça Guanabara que dá a vantagem de entrar em campo por resultados iguais tanto na semifinal da competição, quanto em uma possível final.

Jonas fez o seu primeiro gol pelo Flamengo no domingoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Não podemos nos contentar. Queremos coisas grandes. Queremos o título sobre o Nova Iguaçu para chegarmos com vantagem nas decisões. Fizemos um bom jogo contra o Flu, mas já passou. Temos que ter o mesmo empenho, vontade, dedicação contra o Nova Iguaçu e buscar um resultado positivo. Todo jogador almeja títulos. Começamos o ano os dois pés, com o título simbólico em cima do Vasco, e vamos buscar mais essa conquista", afirmou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

O jogador falou especialmente sobre o seu gol. Foi o primeiro de Jonas com a camisa do Flamengo. Segundo ele foi uma repercussão muito grande no meio de conhecidos.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Carioca

"Não sabia nem como comemorar. A emoção foi muito grande. A família toda ligou parabenizando. Fui dormir tarde vendo os vídeos. Vanderlei tem falado muito para finalizar, que chuto bem. Deivid deu liberdade, sempre protegendo, e fui feliz com o gol", disse ele, que comentou também sobre um apelido que o acompanha deste os tempos do Sampaio Corrêa.

"Sou o Jonas. Não tem muito a ver com o Schweinsteiger. Ele é um cara de nome, ainda estou conquistando o meu espaço. Mas é um carinho legal da torcida. Lá na frente, com tudo dando certo, posso chegar a esse nível", concluiu.