A redenção de Marcos Junior no Flu

Atacante fez o gol do título tricolor na Primeira Liga

Por O Dia

Rio - Considerada uma das promessas da base do Fluminense, Marcos Junior ganhou sua primeira chance entre os profissionais em 2012. Depois de marcar um gol na final do Campeonato Carioca do mesmo ano, o atacante viveu temporadas de incerteza e poucas oportunidades nas Laranjeiras.

Marcos Junior mostra seu valor pelo Fluminense com gol de títuloNelson Perez / Fluminense F.C. / Divulgação

O jogador foi emprestado ao Vitória em 2014 e também não conseguiu mostrar seu futebol em gramados baianos. No ano seguinte, Marcos Junior chegou a treinar longe do elenco principal e estava com seu empréstimo para um clube da Hungria acertado quando o técnico Enderson Moreira pediu a sua permanência. E, na quarta-feira, ele teve sua redenção ao marcar o gol que garantiu o inédito título da Primeira Liga.

Ao todo, são 108 jogos com a camisa tricolor e 16 gols. Parecia escrito: o camisa 35 saiu do banco de reservas e garantiu o título aos 35 minutos do segundo tempo, após passe de Magno Alves.

“Teve um tempo no Fluminense em que eu ouvi muitas críticas, estava para ser emprestado, diziam que eu não tinha valor. Queria muito agradecer ao Enderson, um técnico muito importante para mim no ano passado. Ele me deu muita moral. Acho que, se não fosse ele, eu não estaria no Fluminense disputando esse título”, afirmou.

Homenagem especial

Além de garantir sua redenção, o gol sobre o Atlético-PR foi carregado de emoção. O jogador sofreu um baque na segunda-feira. Manuel Carlos, um menino de 11 anos, foi atropelado e morreu em Brasília. Ele jogava na mesma escolinha onde Marcos Junior começou a mostrar seu talento, a Estrela do Sul. E o atacante já tinha programado levar o garoto para as categorias de base do Tricolor em 2017. O destino não deixou isso acontecer.

“Queria dedicar esse gol ao Manuel Carlos. Ele faleceu há dois dias, era da minha escolinha em Brasília. Pensei nele quando a bola entrou, pensei nele antes do jogo. Queria trazê-lo para o Fluminense no ano que vem e aconteceu essa tragédia. Mas sei que está no céu, sendo cuidado por Deus e feliz com esse título”, disse.