Michel Temer é vaiado em abertura dos Jogos Olímpicos

Presidente interino pediu para não ser anunciado na cerimônia

Por O Dia

Rio - A celebração do maior evento esportivo do planeta, que mostrou ao mundo uma integração de raças, credos e ideologias, mostrou também um presidente interino constrangido em pleno Maracanã, que foi vaiado no início e no fim da cerimônia. 

O nome de Michel Temer sequer foi anunciado, no começo da festa, como manda a tradição olímpica, para evitar as vaias. Mas cinco minutos antes da abertura, parte do público ensaiou um “Fora Temer”. Outra parte vaiou, e o coro contra o presidente interino só fez aumentar, até ser abafado com o tradicional “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”.

Já no fim da cerimônia, após discursos do presidente do Comitê Organizador Rio-2016, Carlos Arthur Nuzman, e do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, Temer se pronunciou protocolarmente, limitando-se a dizer: “Declaro abertos os Jogos Olímpicos”, e foi seguido de muitas vaias e gritos de “Fora Temer”, abafados por uma queima de fogos de artifício.

Pelo Twitter, a presidente Dilma Rousseff lamentou não estar presente. “Estou triste de não assistir à festa ao vivo e a cores. Mas estarei acompanhando e torcendo pelo Brasil”, escreveu a presidente.

FESTA EMOCIONA ATLETAS

Acostumado a receber craques do futebol, o Maracanã viveu ontem o seu apogeu. Aos olhos de bilhões de pessoas pelo mundo, sediou o desfilar de 207 delegações, na maior festa esportiva do planeta. Ovacionada no estádio, a delegação brasileira foi liderada pela porta-bandeira Yane Marques, do pentatlo moderno. E a honra de carregar o símbolo do seu país também emocionou nomes como o americano Michael Phelps, fenômeno da natação, e ídolos do tênis, como o espanhol Rafael Nadal e o britânico Andy Murray. O retrato do espírito olímpico pôde ser medido pela passagem da pequena Comores, com quatro atletas, contraste com os 555 do gigante EUA. Estão abertos os Jogos do Rio, que brilhem os astros!

REPERCUSSÃO NO MUNDO

Fora da política, a cerimônia surpreendeu positivamente o mundo. A imprensa internacional destacou a vibração e o espetáculo de luzes, cores e sons. “Para o americano ‘Washington Post’, a organização da Rio 2016 compensou o orçamento dez vezes menor do que a da Olimpíada anterior (Londres 2012) com um bom uso de luzes, fogos de artifício, acrobatas circenses e uma “cantoria de samba típica do estilo festivo deste país”. Jornalistas da britânica BBC postaram no Twitter a surpresa agradável que tiveram com o espetáculo brasileiro. “Até agora estamos muito impressionados”.

“Um estranho e maravilhoso começo”, comentou a BBC Sport sobre os efeitos especiais da abertura olímpica. No site do americano ‘New York Times’, os jornalistas exaltaram a ideia das sementes dadas aos atletas e que as projeções 3D foram um recurso “aparentemente barato” e “muito bom”.

Vanderlei Cordeiro de LimaMárcio Mercante / Agência O Dia

VAIAS E APLAUSOS
A delegação argentina foi recebida com muitas vaias, devido à rivalidade no futebol. Já os cubanos, os maiores medalhistas da América Latina, foram recebidos com muitos aplausos. Mas ovacionados mesmo foram os atletas independentes, que disputarão os Jogos com a bandeira olímpica: os refugiados e os do Kuwait.

TOLERÂNCIA
Como um dos pilares da cerimônia de abertura é a tolerância, um casal gay flagrado pelo telão do Maracanã, com o contorno de um coração, se beijou e foi muito aplaudido.

ACESSO DIFÍCIL
Chegar ao Maracanã não foi fácil. Muitos empurrões e confusão dentro dos vagões lotados do metrô e nas estações, sobretudo na Central. O acesso pela Estação Maracanã foi permitido ao público, ao contrário do que havia sido divulgado, que seria só para a família olímpica.

EMOÇÃO
Guga chorou no trajeto com a Tocha, Hortência vibrou com o público, e Vanderlei foi discreto, mesmo sendo o protagonista da noite.

FUMAÇA
A queima de fogos no final deixou o Maracanã enfumaçado.

SELFIES
Chamou atenção a quantidade de atletas que desfilaram registrando com seus celulares sua passagem na abertura da Olimpíada. Alguns fotografaram e filmaram o público. Outros fizeram selfies com os colegas.

DISCURSOS
Os longos discursos dos dirigentes esvaziaram um pouco o estádio no final. Muitos atletas foram embora por causa das competições de hoje.

Últimas de _legado_Olimpíada