Em Portugal, Romário avisa: 'Eu quero continuar o que não terminei no Vasco'

Destaque do Arouca, atacante pretende retornar ao Gigante após o término do contrato de empréstimo, mas revela mágoa: 'Muitos dos que estavam lá colocaram o Vasco nesta situação'

Por O Dia

Portugal - Revelado pelo Vasco, Romário surgiu como a esperança de gols e conseguiu brilhar em alguns jogos do Carioca. No entanto, após ser deixado de lado ao longo da temporada, o jogador foi emprestado ao Arouca, de Portugal. Agora, na luta para manter a equipe na elite do futebol português, o atacante analisa positivamente o novo desafio. Contudo, não esconde o desejo de retornar ao time de São Januário no futuro. Seu contrato de empréstimo vai até a metade de 2014.

Romário curte experiência no futebol portuguêsDivulgação

"Está sendo muito bom, estou pegando uma boa experiência aqui, aprendendo um pouco do futebol europeu. Hoje eu quero ajudar o Arouca a permanecer na Primeira Liga daqui e depois sentar com o Vasco para decidir o meu futuro. Quero voltar para o clube e terminar o que eu comecei e não deixaram eu terminar. Estou trabalhando muito fortemente a cada dia para crescer e poder voltar e dar o meu melhor pelo Vasco", disse o atacante, que comentou como tem sido a adaptação ao país europeu.

"No início foi complicado. O horário, que era quatro horas a mais do que no Brasil, e o clima, que é muito frio, foram as coisas que mais dificultaram bastante, principalmente porque no Rio é muito calor. Mas logo me adaptei. Aqui o ritmo de jogo também é diferente, é mais correria, mais força. A nossa equipe é boa e temos jogadores já bastante conhecidos aqui em Portugal também", acrescentou o atacante, que fez oito gols em sete jogos na pré-temporada e agora se recupera de uma lesão muscular na perna esquerda.

Mesmo focado no clube português, Romário não esconde toda a paixão e a atenção dedicada ao Vasco. Ligado no Brasileiro mesmo depois que deixou o clube carioca, o atacante mostra confiança para que o Cruzmaltino consiga escapar do rebaixamento, mesmo revelando sentir mágoas pela maneira que saiu de São Januário.

Romário não esconde vontade de voltar para o VascoDivulgação

"Estou de olho em cada jogo. Todos sabem que eu sou vascaíno e sei que o time vai sair dessa. A equipe está focada em ajudar da melhor forma e eles vão conseguir fugir disso. Sinto mágoas, mas não pelo Vasco e, sim, pelas pessoas que aí estavam. Eu fui o único jogador que subiu para o profissional e acabou emprestado e acho que sempre fiz o meu melhor para ajudar o time. Muitos dos que estavam lá colocaram o Vasco onde está, neste momento ruim", afirmou.

Atacante alivia Dorival por má fase do Vasco

Atento aos acontecimentos no Brasil, Romário vem acompanhando cada detalhe do Gigante da Colina. Ciente de cada passo do Cruzmaltino na temporada, o atacante demonstra apoio ao técnico Dorival Júnior, agora no Fluminense, que foi demitido pela diretoria vascaína após uma sequência de resultados negativos no time de São Januário.

"O Dorival não pode ser crucificado. Ele tentou da melhor forma. Chegou e colocou o Marlone e o Henrique para jogar e hoje temos o Marlone como o melhor da equipe. Não podemos criticá-lo. É como eu falei, o Vasco hoje está brigando para não cair só por causa das pessoas que estavam lá dentro. Elas não estão mais lá, mas deixaram o Vasco nesta situação", disse Romário, que analisou a saída de Paulo Autuori e René Simões como positivas para o clube.

"Posso dizer que o Vasco acertou de mão cheia com a saída do Autuori e do René Simões. Prefiro não falar para não sair como o errado, só acho que eles, pela imagem que passaram, poderiam ter cumprido com suas palavras", concluiu.