Secretário de Obras é preso enterrando bolada em mosteiro

Aliado dos Kirchner carregava um fuzil

Por O Dia

Argentina - José López, secretário de Obras Públicas da Argentina nos governos de Nestór e Cristina Kirchner, foi preso nesta terça-feira quando enterrava milhões de dólares em um terreno de um mosteiro de General Rodríguez, cidade da Província de Buenos Aires.

López enterrava US%24 5 milhõesReprodução Internet

A agência estatal de notícias ‘Telám’ afirma que o ex-secretário foi preso quando tentava enterrar US$ 5 milhões, que agora estão sendo contados pelos policiais. Além disso, fontes judiciais informaram que López carregava um fuzil calibre 22.

O atual chefe do Gabinete de Ministros da Argentina, Marcos Peña, disse que “se confirma que havia enorme problemas de transparência” durante o governo anterior.

“Ficamos assombrados pela situação quase cinematográfica do que ocorreu”, completou um dos principais aliados do novo presidente da Argentina, Mauricio Macri, que assumiu em dezembro.

Nos últimos meses, várias figuras do kirchnerismo estão sendo investigados pela Justiça em diversos casos de corrupção. Em abril, o promotor federal Guillermo Marijuán pediu uma investigação contra Cristina em um caso de lavagem de dinheiro.

Pelo escândalo, já foi preso o empresário Lázaro Báez, colaborador próximo da ex-presidente, e que venceu várias licitações de obras públicas.

Com informações da Efe

Últimas de _legado_Mundo e Ciência