Procuradora-geral da Venezuela não reconhece constituinte de Maduro

Luisa Ortega afirmou durante pronunciamento a imprensa que o país enfrenta uma 'ambição ditatorial'

Por O Dia

Caracas - A Procuradora-Geral da Venezuela, Luisa Ortega, afirmou nesta segunda-feira que o país está diante de uma "ambição ditatorial" do presidente Nicolás Maduro, e que não reconhece a Assembleia Constituinte eleita no domingo durante um dia de violência que deixou dez mortos.

"Eu me dirijo ao país (...) para desconhecer a origem, o processo e suposto resultado da imoral  Constituinte presidencial (...). Estamos frente a uma ambição ditatorial", afirmou Ortega em um  pronunciamento ante a imprensa, ao assegurar que essa instância "não tem legitimidade".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência