Chanceleres da América condenam 'ruptura' democrática na Venezuela

Ministros das Relações Exteriores e representantes diplomáticos de 17 países se reuniram nesta terça-feira

Por O Dia

Lima - Ministros das Relações Exteriores e representantes diplomáticos de 17 países da América condenaram, nesta terça-feira, a ruptura da democracia na Venezuela, e desconheceram a recente instalação de uma Assembleia Constituinte, durante reunião em Lima, no Peru.

Opositores tomaram as ruas para promover plebiscito contra Nicolás MaduroAFP

Em um comunicado lido à imprensa pelo chanceler peruano, Ricardo Luna, expressaram "sua condenação à ruptura da ordem democrática na Venezuela" com a Constituinte eleita em 30 de julho, que substituiu a Assembleia Nacional controlada pela oposição, e a "sua decisão de não reconhecê-la" e os atos derivados dela.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência