Autor do ataque em Nova York deixou bilhete expressando lealdade ao EI

Suspeito foi baleado e detido pela polícia. Oito pessoas morreram e onze ficaram feridas na ação

Por O Dia

EUA - O autor do ataque que matou oito pessoas e deixou outras onze feridas nesta terça-feira, em Nova York, nos EUA, teria deixado um bilhete expressando sua lealdade do grupo Estado Islâmico. 

Autor de ataque em Nova York tem ligação com o Estado IslâmicoAFP

Segundo o jornal The New York Times, citando dois oficiais de segurança, o homem escreveu a mão bilhetes em árabe, achados perto do veículo. No entanto, os investigadores ainda não estabeleceram uma ligação direta entre o suspeito, um uzbeque identificado como Sayfullo Saipov, e o grupo extremista.

Por sua vez, o periódico New York Post disse que os bilhetes do suspeito foram achados dentro da caminhonete e que os investigadores também teriam encontrado uma foto de uma bandeira do EI.

Na tarde desta terça-feira, Saypov jogou a caminhonete que estava dirigindo contra ciclistas e pedestres, matando oito pessoas, entre elas cinco argentinos e um belga, e deixou outras onze feridas. Ele foi baleado pela polícia e detido logo em seguida.

O prefeito de Nova York se referiu ao episódio como um "ato de terrorismo". 

Papa se diz 'angustiado' com ataques

O papa Francisco afirmou nesta quarta-feira estar angustiado depois de uma série de atentados recentes no mundo, incluindo o de terça-feira em Nova York, no qual morreram oito pessoas, cinco delas argentinas.

"Estou angustiado com os ataques terroristas destes últimos dias na Somália, no Afeganistão e pelo de ontem, em Nova York", afirmou o Papa ante os fiéis durante a oração do Ângelus.

"Deploro estes atos de violência e rezo pelos falecidos, pelos feridos e por sua famílias", acrescentou  Jorge Bergoglio.

Também pediu a Deus que "converta o coração dos terroristas e liberte o mundo do ódio e da loucura assassina que abusa do do nome de Deus para disseminar a morte".

Com informações da AFP

Últimas de _legado_Mundo e Ciência