Por bruno.dutra

Pequim - A economia da China enfrenta pressões significativas neste ano, afirmou o primeiro-ministro, Li Keqiang, segundo a rádio estatal nesta segunda-feira.

A China vai divulgar na terça-feira seus dados sobre o Produto Interno Bruto do quarto trimestre, que deve mostrar desaceleração do crescimento para 7,2 pro cento frente o ano anterior, ritmo mais fraco desde o ápice da crise global.

Você pode gostar