Receita líquida do Grupo Pão de Açúcar sobe 6% no 2º trimestre

De abril a junho, a receita líquida da companhia somou R$ 16,1 bilhões. De acordo com o GPA, o desempenho de vendas foi afetado negativamente por uma base de comparação maior devido à Copa do Mundo

Por O Dia

O Grupo Pão de Açúcar, maior varejista do Brasil, teve avanço de 6 por cento na receita líquida no segundo trimestre sobre igual período do ano passado, uma desaceleração frente ao crescimento anual de quase 15% do primeiro trimestre deste ano.

De abril a junho, a receita líquida da companhia somou R$ 16,1 bilhões, segundo comunicado divulgado nesta segunda-feira. No primeiro trimestre, a receita líquida havia somado 17,2 bilhões de reais, avanço de 14,8% ano contra ano.

De acordo com o GPA, o desempenho de vendas no segundo trimestre foi afetado negativamente por uma base de comparação maior devido à Copa do Mundo de futebol e pela Páscoa, que este ano concentrou parte das vendas no primeiro trimestre, enquanto no ano passado concentrou integralmente no segundo.

Na divisão alimentar, as vendas líquidas da bandeira de atacarejo Assaí subiram 25,6 por cento sobre um ano antes, para R$ 2,4 bilhões, enquanto o segmento multivarejo, das bandeiras Extra e Pão de Açúcar, teve avanço de 0,7%, para R$ 6,5 bilhões.

Na divisão não-alimentar, a Cnova, que reúne as atividades de comércio eletrônico do GPA e de seu controlador francês Casino, teve avanço anual de 122% na receita líquida trimestral, para R$ 2,8 bilhões.

Já a Via Varejo, que opera as bandeiras Casas Bahia e Pontofrio, teve queda de 21,7% das receitas no trimestre na comparação com abril a junho do ano passado, para R$ 4,3 bilhões.

Mesmas lojas

A receita líquida consolidada nas mesmas lojas, que considera somente pontos abertos há mais de um ano, teve queda de 2,9% no período de abril a junho deste ano.

Na Via Varejo, houve forte queda de 23,5% na receita líquida considerando a mesma base de comparação, enquanto na divisão alimentar, que considera os resultados de Assaí, Extra e Pão de Açúcar, houve avanço de 3%.

Últimas de _legado_Notícia