Polícia Federal realiza operação contra o tráfico de drogas no DF e em MT

Operação Conexão Descoberto combate o tráfico interestadual de drogas e vem sendo desenvolvida há cerca de cinco meses

Por O Dia

Brasília - A Polícia Federal (PF) desenvolve nesta segunda-feira a Operação Conexão Descoberto. Durante as ações estão sendo cumpridos, no Distrito Federal e em Mato Grosso, 22 mandados judiciais expedidos pela Comarca de Santo Antônio do Descoberto (GO), sendo 11 de prisão preventiva, dez de busca e um de condução coercitiva contra integrantes de uma organização criminosa especializada no tráfico de drogas.

De acordo com a PF, a operação tem o objetivo de combater o tráfico interestadual de drogas e vem sendo desenvolvida há cerca de cinco meses. As ações policiais feitas ao longo do ano resultaram na apreensão de aproximadamente 150 quilos (kg) de cocaína, além da apreensão de veículos, armas e munições. A quadrilha costumava transportar a droga por via terrestre para o Distrito Federal, Goiás, a Bahia e o Piauí, em fundos falsos de caminhonetes.

Leia mais:

Operação Brasil Integrado prende mais de mil pessoas em todo o país

Polícia Federal indicia 33 pessoas por envolvimento no cartel de trens em SP

Polícia Federal desarticula grupo de extermínio no Nordeste

Além das prisões e buscas, a Justiça determinou ainda o sequestro de bens móveis, imóveis e o bloqueio de contas. Segundo a Polícia Federal, a estratégia de combate ao narcotráfico tem por objetivo descapitalizar a quadrilha, desmotivando e enfraquecendo o tráfico.

Ao longo de 2014, a PF no Distrito Federal apreendeu mais de 700 kg de drogas, aproximadamente 500 kg só de cocaína. Em ações conjuntas feitas em outras unidades, foram apreendidas mais 14 toneladas de drogas, o que fez com que 2014 tenha sido considerado um ano recorde de apreensões.

Também foi grande a apreensão de armas de fogo e de munições. Foram apreendidas mais de 50 armas de fogos ao longo de 2014. Os dados obtidos ao longo das investigações reforçam a ideia de que o DF é um mercado de interesse para o tráfico, uma vez que a região tem consumidores com alto poder aquisitivo.

Ao longo deste ano, ações que resultaram na apreensão de sementes de maconha e de alguns “pés” da planta também chamaram a atenção. Em uma das ações, acabou preso um empregado da CEF que cultivava a droga em seu apartamento. Vale ressaltar que a importação de sementes de maconha é uma conduta enquadrada como tráfico de drogas.

Últimas de _legado_Brasil