Policial militar mata os sogros e um cunhado a tiros em Goiânia

Crime ocorreu após uma briga entre o militar Hélio Costa Vieira e sua esposa. A mulher também foi ferida no braço

Por O Dia

Goiânia - Um policial foi detido na cidade de Goiânia, na madrugada desta sexta-feira, acusado de ter assassinado a tiros os dois sogros e um cunhado de 11 anos após discutir com a esposa, que também levou um tiro, mas sobreviveu ao ataque. O homicídio triplo ocorreu nesta madrugada, na residência do polical militar Hélio Costa Vieira em Goiânia.

As vítimas foram identificadas como Raimundo Nonato da Silva, de 54 anos, e Maria Margarete da Silva, de 45 anos, sogros do principal suspeito. Um filho do casal de 11 anos também foi assassinato a tiros. De acordo com o delegado Fabio Meireles, o crime ocorreu depois de uma violenta discussão entre o agente, que estava fora de serviço, e a esposa.

O policial foi acusado de disparar contra os quatro parentes, incluindo a esposa, que foi internada no Hospital de Urgências de Goiânia com um ferimento de bala em um braço e submetida a uma cirurgia. Hélio Costa Vieira foi detido poucas horas depois, quando aparentemente tentava fugir de Goiânia em um carro no qual viajava com seus três filhos, de um, cinco e sete anos de idade.

O agente foi interceptado no meio do caminho. De acordo com parentes, as vítimas moravam em uma cidade nos arredores de Brasília e tinham viajado para Goiânia para passar alguns dias com a família. O acusado tem um histórico de violência contra a esposa e já foi afastado temporariamente do serviço por problemas psiquiátricos. A Polícia Militar de Goiás informou em comunicado que abriu uma investigação interna para esclarecer o ocorrido, assim como as circunstâncias do crime.

Últimas de _legado_Brasil