Bispo cobra seriedade de políticos durante missa em Aparecida

Para Dom Darci, país vive uma crise moral

Por O Dia

Aparecida, SP - Pelo menos 160 mil pessoas passaram neste domingo pelo santuário de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, em São Paulo, no dia da padroeira do Brasil. Fiéis de várias partes do Brasil prestigiaram as missas, em especial a que homenageou a santa. Segundo a direção da Basílica, 35 mil pessoas estiveram na missa que começou às 9h e teve a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. No total, 400 mil pessoas visitaram a cidade desde sexta.

Alckmin e a esposa assistem à celebração na Basílica de AparecidaDivulgação

A presença do político, aliás, inspirou o bispo auxiliar de Aparecida, Dom Darci José Nicioli. Em sua homilia, ele pediu mais seriedade aos comandantes do país. “Fala-se que o Brasil está em crise e está mesmo. Crise política, econômica, financeira. Certamente na base dela está uma grande crise moral, uma crise de valores”, disse Dom Darci.

As doações para a arquidiocese que são “revertidas para acolher o bem” foram citadas como exemplo de probidade pelo bispo, que defendeu melhor distribuição de renda. Perguntado sobre o possível impeachment de Dilma, o governador Geraldo Alckmin limitou-se a dizer “Vamos esperar.”

Últimas de _legado_Brasil