PSDB vai exigir renúncia ou impeachment de Dilma

Aécio Neves dará entrevista para anunciar nova postura do partido

Por nelson.vasconcelos

As acusações do senador Delcidio do Amaral e a repercussão do depoimento de Lula na Polícia Federal fizeram o PSDB partir para o ataque: o partido vai passar a exigir a renúncia ou o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O anúncio da nova postura deverá ser feito, ainda nesta sexta-feira, pelo presidente do partido, senador Aécio Neves (MG), em uma entrevista no fim da tarde.

Na próxima segunda, senadores e deputados federais tucanos vão discutir, em Brasília, a proposta de obstruir sessões parlamentares e boicotar votações para forçar as saídas de Dilma e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Para o deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ), é preciso "resolver a questão do governo" o que, para ele, implica na saída da presidente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia