BTG Pactual confirma pedido de falência das lojas Leader Magazine

Empresa é formada por uma rede 90 lojas mas está mergulhada em dívidas, que já somam cerca de R$ 1 bilhão

Por O Dia

Rede varejista fundada no interior do estado tem dívidas de R%24 1 bilhãoDivulgação

Rio - O banco de investimentos BTG Pactual, controlador das Lojas Leader, anunciou ontem o pedido de falência da rede varejista. A falência foi pedida pela família Furlan, dona da rede de lojas paulista Seller, comprada pela Leader em 2013, que reclama na Justiça pagamento atrasado de R$ 9 milhões.

Em nota, o banco BTG Pactual, cujo ex-presidente André Esteves foi preso ano passado na operação Lava Jato, informou que “já discutia valores pleiteados pelos vendedores da Seller (…), em virtude, dentre outros motivos, de inconformidades patrimoniais e contábeis da Seller verificadas quando da conclusão da referida alienação”.

Adquirida em 2012 pelo BTG Pactual da família Gouvêa, que fundou a rede no interior do Estado do Rio, a Leader era considerada a aposta do banco para dar início a um movimento de consolidação no setor varejista, de olho no crescimento da classe C.

Um ano depois, o BTG comprou a rede paulista Seller, com 50 lojas, mas o negócio não deu certo. As dificuldades para integrar essa aquisição à estrutura da Leader obrigou a empresa a iniciar no ano passado um amplo processo de reestruturação.

Hoje a Leader é formada por uma rede 90 lojas mas, segundo fontes do mercado, está mergulhada em dívidas, que já somam cerca de R$ 1 bilhão.

Últimas de _legado_Economia