Inglaterra opera 'espionagem eletrônica' na Alemanha, diz jornal

Operação conduzida por agência britânica em edifícios diplomáticos ao redor do mundo é feita junto com os EUA e outros parceiros, revelou publicação

Por O Dia

Inglaterra - Documentos vazados pelo ex-prestador de serviço de uma agência de espionagem dos EUA Edward Snowden mostram que a agência de vigilância britânica opera uma rede de "postos de espionagem eletrônica" nas proximidades do Parlamento alemão e do gabinete da chanceler alemã, Angela Merkel, segundo informou o jornal britânico Independent.

Documentos da NSA, em conjunto com fotos aéreas e informações sobre atividades passadas de espionagem na Alemanha, sugerem que a Grã-Bretanha opera sua própria estação de escuta secreta próximo ao Parlamento e ao gabinete da chanceler usando equipamento de alta tecnologia instalado no telhado de sua embaixada em Berlim, segundo o jornal britânico.

A operação de espionagem, conduzida pela agência britânica GCHQ em edifícios diplomáticos ao redor do mundo para interceptar dados em países-sede, é feita junto com os EUA e outros parceiros, revelou a publicação.

Agências de espionagem por toda a Europa Ocidental trabalham juntas na vigilância em massa da Internet e tráfego de telefone em programas similares ao conduzido por suas equivalentes nos EUA e criticados pelos governos europeus, disse no sábado o jornal britânicos The Guardian.

A GCHQ não estava imediatamente disponível para comentar ao ser contactada pela Reuters.