Estado Islâmico confirma execução

Primeiro-ministro do Japão disse que morte é inaceitável

Por O Dia

Iraque - A rádio do Estado Islâmico (EI), Al-Bayan, confirmou ontem a execução do refém japonês Haruna Yukawa, um dia depois da divulgação de um vídeo que anunciava a sua decapitação. O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse que a execução é inaceitável.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência