Meninas que se uniram ao Estado Islâmico entram em contato com os pais

Amira Base (15 anos), Shamima (15) e Kadiza Sultana (16) disseram que estão bem e que não pretendem voltar para casa

Por O Dia

Inglaterra - As três meninas britânicas que se uniram ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no começo deste ano entraram em contato com seus familiares. Amira Base, de 15 anos, Shamima Begum, 15, e Kadiza Sultana, 16, conversaram com seus pais, na última quarta-feira, pela primeira vez desde a fuga. Elas disseram que estão bem e que não pretendem voltar para casa. O contato se deu por meio de telefone e internet.

As adolescentes, estudantes do colégio Bethnal Green Academy, em Londres, capital da Inglaterra, foram flagradas minutos antes de embarcarem em um voo para Istambul, na Turquia, em um aeroporto da cidade britânica. Acredita-se que as meninas estejam em Raqqa (Síria), "capital" do Estado Islâmico.

Garotas que se uniram ao Estado Islâmico entram em contato com os paisDivulgação / Met Police


Últimas de _legado_Mundo e Ciência