Dupla escapa de presídio com fuga cinematográfica

Em um determinado trecho da fuga, eles deixaram um bilhete com um emoticon feliz e com a frase 'Tenha um bom dia'

Por O Dia

Estados Unidos - Com uma fuga de cinema, dois presidiários conseguiram escapar de uma prisão de segurança máxima do estado de Nova York neste domingo. Richard Matt, 48 anos, e David Sweat, 34, utilizaram ferramentas elétricas pesadas para abrir um buraco na cela e passar por uma série de dutos que desembocaram em um bueiro no meio da rua. Em um determinado trecho da fuga, eles deixaram um bilhete com um emoticon feliz e com a frase "Tenha um bom dia".

Os dois, condenados à prisão perpétua, estão sendo procurados por mais de 200 policiais e há uma recompensa de US$ 100 mil para quem der informações sobre o paradeiro dos fugitivos.

"Uma operação muito precisa, elaborada e sofisticada, que envolve tubos e paredes de aço. Eles são pessoas perigosas e que não estão para brincadeiras", disse o governador do estado, Andrew Cuomo. Uma equipe de investigadores está tentando descobrir onde eles conseguiram os equipamentos elétricos e se alguém de dentro do Clinton Correctional Facilit, em Dannemora, ajudou na fuga.

'Tenha um bom dia'%2C dizia bilhete deixado por fugitivos de presídio em Nova YorkNew York Governor's Press Office/ Reuters

Cuomo afirmou que, como a estrutura do prédio é antiga, diversas manutenções são realizadas periodicamente. Portanto, eles estudam a hipótese desses equipamentos serem de trabalhadores locais.

Segundo informações da "CNN", a ausência dos dois na cela foi sentida às 5h30 (horário local), em uma das checagens rotineiras dos guardas. Mas, a última resposta de ambos havia sido dada às 22h30 (hora local) deste sábado. Durante as sete horas, os prisioneiros organizaram a situação para aparentar que estavam dormindo e fugiram. As checagens são feitas a cada duas horas.

Matt está cumprindo diversas penas - entre 25 anos e perpétua - por três assassinatos, três sequestros e dois roubos com agravante de sequestro e homicídio. Já Sweat cumpre perpétua por ter assassinado um policial. Construído em 1865, essa foi a primeira fuga da história do presídio, que abriga quase 2,7 mil presos. 

Fugitivos de presídio em Nova York%2C Richard Matt e David SweatDivulgação New York State Police


Últimas de _legado_Mundo e Ciência