Homem morre em tremor na Argentina por reflexo de terremoto no Chile

Abalo sísmico é considerado um dos de maior magnitude registrados nos últimos 25 anos no mundo

Por O Dia

Argentina - Um homem morreu na região metropolitana de Buenos Aires quando, devido ao terremoto de 8,3 graus ocorrido no Chile, evacuavam um edifício como medida de precaução, informaram fontes oficiais. O homem de 50 anos sofreu um infarto por causa do susto que passou, segundo o "Clarín", e caiu pelas escadas do prédio, que vibrava em uma reverberação do terremoto.

Argentino Gustavo Bustamante sofreu infarto quando deixava prédio por causa de forte tremor Reprodução Internet

Bustamante sofria de uma leve incapacidade para caminhar devido a uma antiga operação em um joelho e morreu praticamente na hora.

O terremoto, ocorrido às 19h54 desta quarta-feira com epicentro na região chilena de Coquimbo, a cerca de 290 quilômetros de Santiago, deixou pelo menos oito mortos no país e já é considerado um dos de maior magnitude registrados nos últimos 25 anos no mundo.

O forte tremor de magnitude 8,3 graus foi sentido com grande intensidade em pelo menos sete províncias do centro e do oeste da Argentina, incluindo a capital do país, Buenos Aires.

O terremoto foi percebido nas províncias de Mendoza, San Juan, Catamarca, San Luis, Tucumán, Córdoba e La Rioja, segundo diferentes informações divulgadas pela imprensa local.

"Em Buenos Aires, nos edifícios muito altos, houve oscilações. As pessoas ficaram assustadas e prudentemente saíram dos prédios automaticamente", disse o diretor da Defesa Civil da capital argentina, Daniel Russo.

"A magnitude tão grande faz com que o terremoto seja sentido, sobretudo, nas torres altas de Buenos Aires", acrescentou Alejando Giulano, diretor do Instituto de Prevenção Sísmica, à emissora "Todo Noticias".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência