Henrique Eduardo Alves: Acessibilidade: a rampa, um site e empregos

Recentemente, o Ministério do Turismo lançou o site ‘Turismo Acessível’, voltado às pessoas com deficiência

Por O Dia

Rio - Quando assumi a Presidência da Câmara dos Deputados, tive a oportunidade de mudar uma realidade que há décadas prejudicava parlamentares cadeirantes. Fechamos a plenária por três meses para colocação de rampas de acesso no acesso à Tribuna, garantindo um direito básico para os que dependiam de cadeiras de roda. Ações muitas vezes simples fazem a diferença no cotidiano das pessoas com algum tipo de deficiência.

Encarar com seriedade e da forma mais ampla possível a acessibilidade é medida cidadã que, no mercado de turismo, além de ser necessária, rende ganhos de imagem e financeiros para os empresários. O Brasil tem mais de 45 milhões de pessoas com deficiência. Estamos falando um mercado gigante que, infelizmente, ainda não recebe a atenção que merece.

Recentemente, o Ministério do Turismo lançou o site ‘Turismo Acessível’, voltado às pessoas com deficiência. Desde a sua criação, o site já registrou mais de 1,3 milhão de acessos e ficou com a segunda colocação na última edição do Prêmio Nacional de Acessibilidade na Web, categoria governamental.

O site foi uma iniciativa do ministério para mobilizar todos os envolvidos na cadeia do turismo. Do lado do cidadão, ele pode avaliar empreendimentos e atrativos turísticos sob a perspectiva da acessibilidade. Do ponto de vista dos empresários, donos desses estabelecimentos, as informações obtidas ajudam na tomada de decisões e possíveis adequações dos espaços.

Em setembro, pela primeira vez, o Ministério do Turismo vai participar do Dia D, em 25 de setembro, iniciativa do Ministério do Trabalho e Emprego para ajudar a empregar pessoas com deficiência. Vamos juntar as duas pontas interessadas: empresários, para que abram espaço para este público e trabalhadores.

Por meio das redes sociais, do portal institucional e de e-mail marketing vamos difundir a informação, certos do engajamento dos meios de comunicação no processo. Todos sairão ganhando, não tenho dúvida. Ações simples podem fazer a diferença na vida de milhões de pessoas.

Que venham mais rampas, sites e empregos para dar dignidade e contribuir para tornar o mundo mais amigável a esses brasileiros. Sem demora.

Henrique Eduardo Alves é ministro do Turismo

Últimas de _legado_Opinião