Procon autua e multa 12 bancos em Madureira durante ação

Todas as agências fiscalizadas apresentaram alguma irregularidade

Por O Dia

Rio - Fiscais do Procon Estadual, ligado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Serprocon), realizaram nesta terça-feira, em Madureira, uma nova ação da Operação Tio Patinhas. A retomada da ação foi motivada pela constatação dos agentes de frequentes irregularidades em bancos nas últimas ações de fiscalização. Todas as 12 agências vistoriadas foram autuadas e serão multadas.

Em oito das agências autuadas, os fiscais não encontraram divisórias para garantir a privacidade dos clientes quando são atendidos nos caixas. Foram os casos das agências vistoriadas do Banco do Brasil, as três agências do Bradesco, duas do Itaú, uma da Caixa Econômica Federal e uma do Santander. A colocação da divisória é uma determinação da Lei Estadual n° 4.758/2006, que reduz os crimes do tipo 'saidinha de banco', pois dificulta para os criminosos a possibilidade de identificar os clientes que saem dos bancos com muito dinheiro.

Procon autuou agências bancárias em MadureiraDivulgação

Além desse problemas, as três agências do Banco Itaú vistoriadas apresentaram o mesmo problema constatado em todas as suas filiais fiscalizadas em operações anteriores: ausência de mecanismo de controle de espera pelo atendimento, como a distribuição de senhas. Duas agências do Banco Bradesco também não dispunham de controle do tempo de atendimento, previsto na Lei Municipal n° 5.254/2011.

Em uma agência do Banco Santander, os fiscais encontraram extintores vencidos há dois meses, o que põe em risco a segurança dos clientes. Nas agências vistoriadas da Caixa Econômica Federal, a fiscalização identificou clientes que esperavam para serem atendidos além do prazo de 15 minutos determinado pela Lei n° 5.254/2011. Em um deles, a esperara chegou a 56 minutos.

Últimas de Rio De Janeiro