Comissão do Tribunal de Contas do Estado vai investigar funcionária fantasma

Três servidores participam da sindicância

Por O Dia

Rio - O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) publicou, nesta sexta-feira, no Diário Oficial do Estado, a criação da comissão formada por três servidores que vai trabalhar na sindicância aberta para investigar a existência de uma funcionária fantasma no gabinete do conselheiro Julio Lambertson Rabello. O grupo de trabalho tem no máximo 60 dias para concluir o relatório final.

Como O DIA publicou na terça-feira, com exclusividade, a personal trainer Alessandra Pereira Evangelista dava aulas para o conselheiro e sua mulher todos os dias, pela manhã, na casa dele, no Cosme Velho, e à tarde tinha o expediente livre para outros alunos. Ela estava lotada no gabinete de Rabello desde 2010 e recebia de salário R$ 9.547,68, além de auxílio de saúde

Após a reportagem, Alessandra foi exonerada do cargo pelo conselheiro e o Ministério Público decidiu também investigar o caso. O promotor Salvador Bemerguy, titular da 7ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, determinou, na quinta-feira, que fosse expedido ofício ao Tribunal de Contas do Estado, com solicitação de informações sobre a professora de Educação Física. No documento, são pedidas cópias da nomeação da servidora, do cartão de ponto dela e da portaria de instauração de sindicância.

Últimas de Rio De Janeiro