Reportagem do DIA ganha Prêmio Líbero Badaró

‘Revelações do Coronel Malhães’ venceu na categoria Jornalismo Impresso

Por O Dia

Rio - A reportagem ‘Revelações do Coronel Malhães’ sobre o paradeiro do corpo do deputado federal Rubens Paiva, desaparecido durante a ditadura militar no Brasil, foi a vencedora da 11ª edição do Prêmio Líbero Badaró, na categoria Jornalismo Impresso. A série, publicada no DIA, em 20 de março, revelou detalhes da tortura praticada pelo coronel reformado Paulo Malhães.

Juliana%3A ‘Dedico a conquista à memória das vítimas da ditadura’Divulgação

Em entrevista concedida com exclusividade à repórter Juliana Dal Piva, o militar confessou ter ajudado a desenterrar a ossada do deputado federal cassado Rubens Paiva, desaparecido em 1971. Na série, Malhães também confessou ter decepado os dedos e retirado as arcadas dentárias dos corpos dos guerrilheiros mortos pelos militares, antes de atirá-los em rios. Assim se produziram os ‘desaparecidos’. Além disso, ele confirmou a morte de outro líder da guerrilha em Foz do Iguaçu, Onofre Pinto.

Após a publicação da reportagem, Malhães foi convocado a depor na Comissão Nacional da Verdade. O testemunho se tornou a primeira confissão pública de um torturador brasileiro que tinha patente de comando. Após receber o prêmio, em São Paulo, Juliana dedicou a conquista à memória de todas as vítimas da ditadura. “Fico muito feliz em fazer parte do grupo de jornalistas que ao longo dos últimos 40 anos ajudaram a esclarecer o caso Rubens Paiva.”

Um mês após as revelações, Malhães foi assassinado. Poucos dias depois, a viúva do coronel revelou em entrevista exclusiva ao DIA que ele mentiu à Comissão Nacional da Verdade, quando negou a participação na operação que ocultou para sempre os restos de Rubens Paiva. Ela disse, ainda, que o corpo foi jogado em um rio.

Para o diretor de redação do DIA, Aziz Filho, vencer o Líbero Badaró, um dos mais prestigiados prêmios de jornalismo do país, é motivo de grande orgulho para todos os profissionais do jornal. “É o reconhecimento do esforço de nossos jornalistas para clarear capítulos importantes da história que a ditadura jogou na penumbra. O trabalho da repórter Juliana Dal Piva tem sido valioso nessa busca pela verdade”, afirmou. O jornal Folha de São Paulo venceu o Grande Prêmio Líbero Badaró, com a reportagem a ‘Batalha de Belo Monte’. A TV Globo venceu em Telejornalismo e o portal G1, em Webjornalismo.

Últimas de Rio De Janeiro