Menino atingido por bala perdida em Meriti segue internado em estado grave

Diego Cardoso Peçanha, de apenas dois anos, foi transferido para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde está na UTI pediátrica

Por O Dia

Rio - O garoto Diego Cardoso Peçanha, de apenas dois anos, baleado na noite do último sábado durante tiroteio próximo ao Morro da Pedrinha, em São João de Meriti, segue em internado estado grave. Atingido por uma bala no peito, ele foi transferido do Hospital da Posse para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica.

O soldado Diego Santos de Oliveira, de 25 anos, do 21ºBPM (São João de Meriti), foi baleado por bandidos por volta das 21h de sábado. Ele e o irmão Diogo Santos de Oliveira, 27 anos, estavam em uma moto, próximo ao Morro da Pedrinha, quando foram surpreendidos por assaltantes. O PM, que estava na garupa, teria reagido ao assalto e os dois foram alvejados com tiros no peito. Diego e o irmão morreram no local.

O tiroteio também deixou outras duas pessoas feridas. Vanderson de Jesus Silva e Romilson Ferreira da Silva, de 26 anos, foram atingidos por disparos.

Últimas de Rio De Janeiro