Justiça proíbe torcida organizada do Vasco no Maracanã e aumenta multa

Caso insistam em se concentrar na rampa da Uerj, membros estarão sujeitos a pena de prisão

Por O Dia

Rio - A Justiça proibiu, nesta sexta-feira, que associados e membros da torcida organizada Força Jovem, do Vasco da Gama, se concentrem na rampa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no Maracanã, neste sábado. Vasco e Flamengo jogam no local, no domingo. Caso insistam em se concentrar na rampa da Uerj, estarão sujeitos a pena de prisão, por desobediência e pelo crime de promover tumulto, praticar ou incitar a violência e invadir local restrito aos competidores em eventos esportivos.

A medida foi solicitada pelo Ministério Público, que ajuizou ação civil pública após briga envolvendo torcedores no jogo de 22 de fevereiro, entre Vasco da Gama e Fluminense, pelo Campeonato Carioca. No dia 6 de março, a Justiça decidiu pelo afastamento das torcidas Força Jovem e Young Flu dos estádios pelo período de um ano. Com a decisão, as duas torcidas não podem frequentar eventos esportivos, em todo o território nacional, sob pena de multa de R$ 20 mil por integrante identificado, que deverá ser retirado do local.

O MP informou que membros da torcida teriam descumprido decisão anterior, gerando novos conflitos, entre membros das torcidas do Vasco e do Fluminense. O juiz Marcello Rubioli, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), autor da decisão, aumentou o valor da multa de R$ 20 mil para R$ 50 mil.

O magistrado explicou que o afastamento, como liminar de medida restritiva, impossibilita o ingresso ou permanência em qualquer evento esportivo, de qualquer modalidade, assim como a utilização de marcas, logotipos, camisas, instrumentos musicais ou aglomeração com cânticos da torcida, bem como a permanência em qualquer local dentro de um raio de 5 mil metros ao redor de onde esteja sendo realizado evento esportivo com a participação do Clube de Regatas Vasco da Gama. A decisão tem validade nacional.

O magistrado já havia determinado que os bens móveis da sede da Força Jovem do Vasco fossem penhorados para o pagamento de multa, pedida pelo MP, no valor de R$ 301 mil, por descumprimento de liminar anterior que determinara o afastamento da torcida dos estádios.

Últimas de Rio De Janeiro