Mãe de vítima assassinada com tiro na nuca pede justiça em frente ao Fórum

Filho foi executado há 7 anos e só hoje é que acusados serão julgados pelo crime

Por O Dia

Rio - Acusados de assassinar, em abril de 2008, o bancário Marcelo Vidal, de 28 anos, com um tiro na nuca, numa emboscada, no Andaraí, na Zona Norte do Rio, Anny Viana, 35, viúva de Vidal, e Sandro Tabachi, estão sendo julgados na tarde desta terça-feira no 2º Tribunal do Juri. Anny, que nega envolvimento no crime, é apontada pela Polícia Civil como a mandante da execução, por conta de um seguro de vida de R$ 380 mil que Marcelo tinha feito.

Sandro, acusado de ter articulado a trama que culminou com o assassinato, que teria sido cometido por um bandido morto em confronto no mesmo ano, também nega participação.

Mãe pede justiça por assassinato do filho%2C morto há 7 anosBruno de Lima / Agência O Dia

No final desta manhã, em frente ao Fórum, a mãe da vítima, Zely Vidal, 70, esteve à frente de um ato em defesa de leis mais severas para assassinos no país.

“Estou em cacos, mas ainda encontro forças para convocar todos a dar um basta na impunidade. São sete anos de dor e sofrimento, à espera da condenação desses assassinos”, afirmou, emocionada, Zely. O julgamento não tem hora para terminar.

Últimas de Rio De Janeiro