Gerente de quiosque é preso por comprar telefone furtado em Copacabana

O homem acusado de vender o material também foi preso

Por O Dia

Gerente do Rota 33 é acusado de comprar material roubadoDivulgação

Rio - Um gerente de quiosque foi preso no início da noite desta quarta-feira acusado de comprar produtos de furto cometidos na Orla de Copacabana, na Zona Sul. O homem acusado de vender o material também foi preso.

Por volta das 17h desta terça-feira, uma senhora pediu apoio de dois policiais militares do 19°BPM (Copacabana), que faziam patrulha, alegando que no dia anterior teve o aparelho furtado na praia, e que acabara de ver um homem parecido com o criminoso.

Os PM foram com a vítima no carro e encontraram o suspeito, Iluando José da Silva Junior, 22 anos, na Rua Barão de Ipanema com a Avenida Nossa Senhora de Copacabana, que teria confessado o furto. Ele disse ter vendido o aparelho para o Gerente do Quiosque Rota 33, no calçadão da orla, na altura do Posto 5. Segundo ele, o gerente era conhecido por comprar produtos de roubo.

O gerente de nacionalidade argentina, Sergio Santiago Verin Perez, de 22 anos, foi localizado. De acordo com policiais, ele teria negado a compra, mas confessou posteriormente. Ele entregou o celular no interior do quiosque. Todos foram levados para a 12ª DP (Copacabana), onde foram autuados e presos. O caso foi para a 13ª DP (Ipanema), onde o caso ocorreu.

Últimas de Rio De Janeiro