Secretário de Transportes se reunirá com taxistas para discutir Uber

Motoristas fizeram carreata em protesto contra o aplicativo

Por O Dia

Rio - O secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani, se reunirá na tarde desta quarta-feira com uma comissão de representantes dos taxistas para discutir sobre o aplicativo Uber. O recurso virou o 'terror' dos motoristas e, para protestar pelo seu fim, eles promoveram uma carreata na Zona Sul e Centro do Rio nesta tarde. 

Protesto de taxistas complica o trânsito no Centro do Rio

A Secretaria Municipal de Transportes afirmou ainda que o serviço Uber não é regulamentado no Rio de Janeiro, e que o órgão entende que o serviço é ilegal. A secretaria já encaminhou o caso para a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), que já concluiu inquérito sobre a ilegalidade do aplicativo. A polícia afirmou que o caso já está no Juizado Especial Criminal (Jecrim).

Taxistas fazem passeata pela Zona Sul do RioAlessandro Buzas / Agência O Dia

O aplicativo é uma espécie de 'carona remunerada': passageiros e motoristas são conectados por celulares e o valor das corridas não é calculado por taxímetro. O preço é baseado no tempo e a distância percorrida. O pagamento também é realizado pelo aplicativo, com o uso de cartão de crédito.

O aplicativo está presente no Brasil desde maio de 2012 e já é considerado como o terror dos taxistas e queridinho dos usuários. O serviço funciona em 53 países e 284 cidades.

Últimas de Rio De Janeiro