Procon descarta mais de meia tonelada de alimentos em supermercados no Rio

Operação Trole foi realizada em supermercados da Zona Sul e Oeste do Rio e na Baixada Fluminense

Por O Dia

Rio - Durante mais uma etapa da Operação Trole, realizada nesta sexta-feira pelo Procon Estadual, resultou no descarte de 548kg e 750g de alimentos impróprios para o consumo. Oito supermercados das Zonas Sul e Oeste do Rio e da Baixada Fluminense foram autuados. Dos nove estabelecimentos vistoriados, apenas o Prezunic da Avenida das Américas, 16.100, no Recreio, não apresentou problemas.

Os supermercados Princesa, da Rua Senador Vergueiro, no Flamengo e Supermarket, da Avenida das Américas, 14.041, no Recreio trabalhavam com carne previamente moída, o que é proibido por lei no estado do Rio. Já no Extra da Avenida Nilo Peçanha, 197, no Centro de Nova Iguaçu, os fiscais encontraram peixe e camarão expostos à venda com manipulação direta pelo consumidor, o que também não é permitido. Além disso, havia 4kg e 200g de peixe estocado em uma caixa plástica em contato direto com uma garrafa de desinfetante.

Peixe estocado em uma caixa plástica em contato direto com uma garrafa de desinfetanteAssessoria Procon

Já no Extra da Avenida Guadalajara, 3.424, Santa Eugênia, Nova Iguaçu, os fiscais constataram uma divergência entre o preço informado na prateleira e o cobrado no caixa. Um pacote de torradas era anunciado por R$ 4,09 na gôndola mas, na hora de pagar, saía por R$ 4,19. A câmara frigorífica do mercado estava com problemas no isolamento térmico e os fiscais deram um prazo de 15 dias para seu conserto. Caso isso não ocorra, a câmara será interditada.

Desde a última quarta-feira, a Operação Trole autuou 25 supermercados e descartou 614kg de alimentos impróprios para o consumo.


Últimas de Rio De Janeiro