Menor nega ter participado do esfaqueamento de Jaime Gold

Suspeito de ter participado do ataque a Jaime Gold, na Lagoa, o adolescente apreendido disse que estava em casa

Por O Dia

Menor%2C de 16 anos%2C tem 15 anotações na polícia e voltou a negar ter participado do crimeDaniel Carmona / Agência O Dia

Rio - Em audiência no Fórum do Rio, nesta segunda-feira, o menor, de 16 anos, apreendido suspeito de participar do esfaqueamento do médico Jaime Gold, na Lagoa, negou todas as acusações e disse estar em casa no dia do crime, contou o advogado do adolescente, Alberto Júnior. Gold não resistiu aos brutais ferimentos e morreu, na madrugada da última quarta-feira, no Hospital Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul da cidade.

No entanto, a promotora Luciana Benite, da 2ª Promototira de Infância e Adolescência, do Ministério Público, afirmou que vai encaminhar ao juiz do caso pedido de permanência do menor no Degase.

Apreendido menor suspeito de esfaquear médico

Policiamento aumenta, mas trecho onde médico foi esfaqueado fica sem viatura

'É inadmissível', diz Beltrame sobre morte de médico na Lagoa

Últimas de Rio De Janeiro