Mãe de pagodeiro foi morta por discussão sobre relógios de luz

Segundo delegado da DHBF, Evandira foi assassinada no último dia 17, no bairro Jardim Itaipu, em Belford Roxo

Por O Dia

Rio - Por um motivo banal - uma discussão envolvendo relógios de luz - Evandira Nascimento Firmino, 57 anos, mãe do artista do grupo de pagode 'Imaginasamba', Jeferson Firmino, conhecido como Japona, foi friamente assassinada no dia 17 de junho deste ano, no bairro Jardim Itaipu, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Nesta segunda-feira, agentes da delegacia de homicídios da região (DHBF) receberam o criminoso confesso na sede da especializada, onde foi preso. 

Após brigarem pela regularização dos equipamentos, que medem o consumo de energia em residências, Wanderley Corrêa da Costa, 73 anos, esperou Sheila, filha de Evandira, do lado de fora da casa delas. "Ele falou que após a discussão ficou esperando Sheila com um revólver e atirou duas vezes contra a vítima, que se esquivou. Logo em depois, a mãe da sheila, Evandira, o segurou na cintura e ele disparou contra o pescoço dela", detalhou o delegado assistente da especializada Guilherme Turl.

Wanderley se entregou hoje com advogado, alegando que nunca viu tanta polícia atrás dele.

LEIA MAIS:

Suspeito de matar mãe de integrante do Imaginasamba vale R$ 1 mil em cartaz

Mãe de integrante do Imaginasamba é assassinada na Baixada

Evandira do Nascimento Firmino, mãe do Japona do 'Imaginasamba'Reprodução Facebook


Últimas de Rio De Janeiro