Disque-Denúncia lança cartaz para identificar quem matou Ana Lúcia Neves

Empresária foi assassinada quando chegava em academia no Recreio dos Bandeirantes, no início deste mês

Por O Dia

Disque-Denúncia pede ajuda na identificação do assassino de Ana Lúcia Neves Divulgação

Rio - O Portal dos Procurados divulgou nesta quarta-feira um cartaz para ajudar na identificação do assassino de Ana Lúcia Alves Nascimento Neves, de 49 anos, morta com um tiro quando chegava na academia Rio Sport Center, no Recreio, Zona Oeste do Rio, no último dia 2.

Ela foi atacada no estacionamento da academia, Avenida Alfredo Balthazar da Silveira, e foi baleada em seguida. Ana Lúcia chegou a ser levada para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas morreu após sofrer uma parada cardíaca.

De acordo com as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital, com base em depoimentos, a vítima chegou à academia e teve a passagem bloqueada por uma pessoa. "Ele chegou e trancou a passagem dela. Houve uma discussão e ela foi atingida do lado esquerdo", disse o delegado da DH, Rivaldo Barbosa. 

Segundo a delegacia especializada, a principal linha de investigação é latrocínio, mas não é descartada a tentativa de um sequestro relâmpago. Natural de Portugal, Ana Lúcia Neves era mulher de Sávio Neves, que é diretor da empresa que opera o trem do Corcovado. Ela deixou três filhos.

LEIA MAIS

Mulher de presidente do Trem do Corcovado morre após ser ferida na Zona Oeste

Após assassinato, câmeras inteligentes contra o crime na Barra e no Recreio

Todas as informações sobre a localização ou paradeiro do assassino podem ser enviadas através de uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou para a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou ainda para o 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital.  O Anonimato é garantido.

Ana Lúcia era casada há 20 anos com o diretor do Trem do Corcovado, Sávio Neves, com quem teve três filhosReprodução Panrotas


Últimas de Rio De Janeiro