Alessandro Molon se desfilia do PT e vai para a Rede, de Marina Silva

Na carta de desfiliação, deputado federal evita críticas à presidenta e não explica motivos para desligamento do partido

Por O Dia

Rio - O deputado federal Alessandro Molon se desfiliou na noite desta quinta-feira do PT. Ele irá para Rede Sustentabilidade, o partido da ex-candidata à Presidência Marina Silva, cujo registro foi enfim aprovado na última terça-feira. Ele foi duas vezes deputado estadual e está na Câmara pela segunda vez, tendo sido candidato a prefeito do Rio em 2008. 

Deputado federal Alessandro Molon deixa o PT e vai para a Rede, de Marina SilvaDivulgação

Numa carta de apenas três parágrafos entregue por seus assessores na sede municipal do PT, Molon seguiu o protocolo legal, não fez críticas ao mandato da presidenta Dilma Rousseff ou expôs as razões que o levaram a sair do partido - fala apenas em “honra” por ter feito parte dos quadros do partido.

Uma vez legalizada, a Rede deve lançar candidatos nas principais capitais do país, e o nome do agora ex-petista é tido como viável para concorrer à prefeitura do Rio em 2016.

Molon foi o deputado federal mais votado do PT no Rio nas últimas eleições, com  87 mil votos. No começo do ano, ele fez parte  das conversasdo grupo montado pelo ex-governador do Rio Grande do Sul Tarso Genro para constituir uma alternativa de esquerda no Rio de Janeiro. Ele também assumiu posições contrárias às alianças do PT com o PMDB no Rio e à nível nacional, tendo  sido um dos articuladores de movimentos contra o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).  

A Rede ainda deve agitar mais o cenário político do Rio. Entre os nomes confirmados para nova legenda estão  o do deputado federal Miro Teixeira(Pros)  e do vereador Jefferson Moura (Psol).

Informe do DIA: Desgaste entre Molon e PT começou em 2008

Últimas de Rio De Janeiro