Alemão se apaixona por carioca e faz campanha para reencontrá-la

Até o MC Marcinho se comoveu com a história e ofereceu ingressos para seu show caso a dupla se reencontrasse

Por O Dia

Rio - Terminou, com um final não muito feliz este ano, a saga do alemão Alexander Kessler, 56 anos, que o DIA mostrou em sua edição do dia 19 deste mês. Apaixonado pela misteriosa Melissa, a quem conheceu num restaurante na Praça Mauá, ele retornou a Frankfurt, onde mora, sem desistir da amada, já que no início do ano estará de volta ao Rio para continuar a busca que teve início com os cartazes que espalhou por Copacabana. “Quando a conheci nem dei muita atenção, mas ao retornar para a Alemanha, um dia me peguei pensando nela. E resolvi voltar”, conta.

Por duas semanas circulando por Copacabana, onde ela disse que morava, o europeu checou email e celular que expôs nos cartazes, mas nenhum sinal da pretendida, conforme solicitou nos textos de 'Procura-se Melissa'. Os dois conversaram em uma noite na Praça Mauá, em janeiro, quando ela seguia para o Museu de Arte do Rio. Até o MC Marcinho se comoveu com a história de amor e ofereceu ingressos para seu show caso a dupla se reencontrasse.

Alexander só sabe que a pretendida que encontrou na Praça Mauá é mineira e tem família em São Paulo Alexandre Brum

Do bate-papo, o único que tiveram, Alexander se recorda que Melissa é mineira e tem família em São Paulo, mas até o nome da moça, que teria em torno de 35 anos, ele diz não ter certeza. “Nos apresentamos no início da conversa, mas não perguntei de novo. Fiquei envolvido com o papo”, lamentou.

Na última quarta-feira, na viagem de volta para casa, Alexander se disse feliz de ter tentado, e acredita que ainda pode localizá-la e dar sequência à prosa no ano que vem. “Da primeira vez, fiquei surpreso por ainda pensar nela. Estive em junho, ficava em bares na orla, para ver se ela passava, mas nada. Desta vez, mesmo tímido, preferi agir. Seja qual for o resultado, estou feliz”, disse ele, que garante ser um homem divorciado e ‘família’. Cadê você, Melissa?