Primeiras placas do programa Sinalização de Valorização Turística são instaladas

Até o final do ano é esperado que sejam instaladas 300 placas nas 26 cidades contempladas

Por O Dia

Rio - O interior do Estado do Rio de Janeiro começou a receber, nesta última segunda-feira, (13), as primeiras placas do projeto de Sinalização de Valorização Turística, desenvolvido em parceria entre a Secretaria de Estado de Turismo do Rio de Janeiro e o Departamento de Estradas de Rodagem do Rio de Janeiro (DER-RJ). O município de Carmo, localizado na região turística “Caminhos da Serra”, a 190 km da Capital, foi o escolhido para a implantação das primeiras placas, aproveitando a data comemorativa de 133 anos da fundação da cidade.

O trabalho visa a maior valorização dos ativos culturais dos municípios fluminenses, e abrangerá os mais variados aspectos particulares desses municípios, sejam eles culturais, gastronômicos, ou simplesmente curiosidades, através da implantação de placas indicativas nas rodovias do Estado. A ideia é que sejam instaladas dez placas para cada cidade, totalizando, até ao final do ano, 300.

O projeto contemplará, ainda nesta primeira fase os municípios de Bom Jardim, Rio Claro, Quatis, Rezende, Cantagalo, Nova Friburgo, Macuco, Petrópolis, Miguel Pereira, Piraí, Búzios, Cabo Frio, Arraial do Cabo, Saquarema, Rio das Ostras, Magé, Teresópolis, Angra dos Reis, Paraty, Mangaratiba, Trajano, Paty de Alferes, Cantagalo, Vassouras, Valença e Itatiaia.

Em Carmo serão, inicialmente colocadas seis placas com as seguintes indicações: “Terra de Egberto Gismonti”; “Terra do Nelore Lemgruber”; “Terra das Fazendas Históricas”; “Terra do Artesanato”; “Terra da Água Mineral” e “Terra do Túnel que Chora”. O prefeito de Carmo, César Ladeira, celebrou a iniciativa que dará maior visibilidade ao município: "Carmo agora está oficialmente no roteiro turístico do estado, já que o município tem muitos atrativos turísticos, desde trajetos culturais a ecológicos, ainda desconhecidos", afirmou.

“Coube a cada município eleger os ícones que serão destacados nas placas. Além de valorizar os atrativos imateriais e naturais de cada cidade, o programa SVT- Sinalização de Valorização Turística terá o efeito de resgatar a autoestima da população local que poderá compartilhar com os visitantes todo o seu potencial que ficava escondido”, afirma o Secretário Magnavita que complementou: "A orientação que recebemos do Governador Luiz Fernando Pezão foi de valorizar o interior e estamos fazendo isso indo todo os finais de semana para uma região e visitando pessoalmente os seus atrativos. Pouca gente sabe que Rio Claro é a capital regional do motocross, que Piraí possui a serra do Matoso e fazendas de Macadamia , que Carmo é a cidade de Egberto Gismont e que Euclides da Cunha nasceu em Cantagalo, por exemplo."

As placas serão confeccionadas na fábrica de placas atraves de acordo de cooperação da Setur RJ que repassará os recursos para o DER-RJ em parceria com a Diretoria de Operações da Fundação e terão tamanho médio de 2,00m x 1,20m.

Últimas de _legado_O Dia no Estado