Tempo de espera para atendimento no Hospital do Jardim Esperança é reduzido

Agora, os pacientes que chegam à unidade de saúde, contam com duas salas para atendimento.

Por O Dia

Rio - A partir desta semana, o tempo de espera para atendimento na emergência do Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos, no Jardim Esperança, será reduzido. Após mais uma visita surpresa à unidade de saúde, o prefeito Alair Corrêa determinou ampliação do espaço para o atendimento médico. Agora, os pacientes que chegam à unidade de saúde, contam com duas salas para atendimento.

"Antes a emergência de adulto contava apenas com uma sala onde dois médicos faziam o atendimento simultaneamente. Agora, com mais uma sala, enquanto um médico descansa e outro atende no trauma e reforça algum atendimento, três profissionais fazem as consultas na emergência", explicou o prefeito Alair Corrêa.

O novo consultório já está em funcionamento com todo o material necessário. Com mais um profissional no atendimento simultâneo da emergência, o tempo de espera deve ser reduzido em até 60 minutos. O prefeito Alair Corrêa também resolveu o problema da falta de pediatras na unidade de saúde. Ele determinou a contratação de uma nova coordenação da pediatria e novos profissionais para atender no setor. A pediatria já está funcionando com três pediatras diariamente no plantão.

As transferências para unidades de saúde do Estado, a fim de realização de procedimentos que o município não dispõe, também será mais rápida. O prefeito Alair Corrêa determinou a criação de um novo sistema que dará maior rapidez aos processos. A determinação foi feita após um problema apontado pela Comissão de Correição, que está analisando os casos de pacientes internados e fazendo uma lista de conferência de todos os procedimentos nas unidades de saúde.

"Não é possível que um paciente fique meses internado aguardando uma cirurgia de fêmur, por exemplo. Esse processo precisa ser acelerado para que o paciente tenha o seu problema de saúde resolvido o mais rápido possível. Estamos revendo os encaminhamentos no sistema de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e o andamento na Central de Regulação de Vagas", explicou a presidente da Comissão de Correição, a advogada Juliana Bonazza.

Sem documentos pessoais, seu Orveso Miranda Fernandes, de 55 anos, está internado no Hospital Otime Cardoso dos Santos aguardando uma cirurgia de fêmur no Hospital Dona Lindú, em Paraíba do Sul. A transferência dele foi agendada para o dia 9 de junho.

Últimas de _legado_O Dia no Estado