Após morte de empresário, moradores reclamam de insegurança no Recreio

'A ficha ainda não caiu. O João era uma pessoa muito boa', desabafou amiga da família. Assaltos são rotina na região

Por O Dia

Rio - Moradores reclamam da insegurança no Recreio, na Zona Oeste, onde nesta madrugada o empresário João Henrique Penna Barros, de 27 anos, morreu após ser esfaqueado por dois homens que invadiram sua casa para roubar. A Rua Vicente Leporace, onde ocorreu o crime, é quase 100% residencial e segundo quem vive ou trabalha na região os assaltos são frequentes.

"O Recreio também precisa de policiamento. Colocaram BRT, o que facilita o acesso ao bairro de bandidos de outras regiões. Está um abandono", falou uma motorista que trabalha com transporte escolar na região. Ela, que atende aos filhos dos moradores do bairro, disse já ter presenciado três assaltos e revelou que uma das clientes foi rendida com uma faca na porta de casa, mesma arma que vitimou João Henrique. O relato de insegurança se repete entre moradores de prédios próximo da casa onde o jovem morava.

LEIA MAIS: Empresário morre esfaqueado após ter casa invadida no Recreio

A mãe do empresário, que estava em casa no momento do crime, está muito abalada e foi para a residência de outros familiares no mesmo bairro. Ela chegou a enviar para um grupo no WhatsApp com amigos da região um pedido de socorro. "João está muito mal", escreveu.

Dupla esfaqueou João Henrique Penna Barros%2C de 27 anos%2C após assaltarem sua casa no RecreioDivulgação

Carolina Caravelas, amiga da família, ainda não parece acreditar na tragédia. "A ficha ainda não caiu. O João era uma pessoa muito boa. Gostava muito de viajar, de reunir os amigos", desabafou. 

João Henrique foi esfaqueado e morto por ladrões que invadiram e roubaram sua residência na Rua Vicente Leporace, esquina de Avenida Genaro de Carvalho. Dois homens foram surpreendidos por policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) quando levaram os objetos roubados da casa em bolsas, além de uma TV.

Inicialmente os criminosos informaram a polícia que eram menores e tinham 17 anos, mas a farsa foi descoberta posteriormente. Alessandro Feitosa da Silva e Lucas Junior Esteves Gomes, de 21 e 18 anos, foram autuados em flagrante por crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e furto.

'Me fez a garota mais feliz do mundo'

Através dos jornais com uma foto estampada de um momento de felicidade, a comemoração de seis meses de namoro em Paris, Daniela Siciliano ficou sabendo da morte brutal de João Henrique. Não se sabe se os dois ainda estavam juntos, mas a jovem de 22 anos postou no ?Facebook uma homenagem ao empresário e lamentou o assassinato de "uma das melhores pessoas que conheceu na vida". 

"Foi essa foto que eu vi quando descobri que a notícia mais horrível e inimaginável possível tinha acontecido...No tempo que passamos juntos, você me fez ser a garota mais feliz do mundo. Que Deus de forças pra sua família e tenho certeza que vai te receber de braços abertos porque você foi uma das melhores pessoas que conheci na minha vida. Vou sentir sua falta pra sempre", escreveu. Vários amigos também escreveram em seu perfil na rede social lamentando a tragédia.

João Henrique foi morto a facadas por menores que invadiram e roubaram a sua casa%2C no Recreio. Através desta foto nos jornais, namorada ficou sabendo da tragédiaReprodução Facebook

?Colaborou Adriano Araujo

Últimas de Rio De Janeiro