PM tenta abordar carro na Avenida Brasil e suspeitos atiram

Tiroteio assustou motoristas que passavam por perto da Linha Amarela. Dois morreram, dois ficaram feridos e um foi preso

Por O Dia

Rio - Um intenso tiroteio entre criminosos e policiais do 16º BPM (Bangu) assustou quem passava pela Avenida Brasil na manhã desta segunda-feira. Inicialmente, as primeiras informações davam conta de que se tratava de um confronto após abordagem. Porém, a Polícia Civil divulgou, na noite desta segunda-feira, que a filha de um homem havia sido sequestrada e os criminosos exigiam a quantia de R$ 500 mil para soltar a vítima, de 25 anos.

Durante a troca de tiros, a jovem foi baleada, dois suspeitos morreram e outros dois foram presos. O estado de saúde da vítima, que não teve o nome divulgado, é considerado grave, conforme informou a Polícia Civil. Entre os homens mortos está Elinaldo Vicente Lucas, o outro ainda não foi identificado. Adriano Oliveira do Nascimento e Eric dos Santos Teixeira foram presos, sendo que Eric foi ferido durante o tiroteio e foi encaminhado a um hospital.

Na ocasião, os agentes ainda apreenderam uma arma similar a um fuzil, quatro pistolas, cinco celulares, quatro tocas do tipo ninja, dois bonés e várias fotos do local de trabalho da mulher. De acordo com o delegado Eduardo Jorge, da Divisão Antissequestro (DAS), os autores haviam planejado o crime já que tiraram diversas fotografias do local onde a vítima trabalhava.

A perseguição começou próximo ao Mercadão São Sebastião, na Penha Circular, e se estendeu até a altura do acesso à Linha Amarela, na pista sentido Centro. Os policiais suspeitaram da atitude dos ocupantes de um carro e decidiram abordá-los, mas os homens não obedeceram e realizaram disparos contra a viatura, dando início à perseguição.

O tiroteio provocou pânico em quem passava na via expressa e muitos motoristas se abaixaram ou saíram de seus carros para se proteger dos tiros. Em relatos enviados ao WhatsApp do DIA (98762-8248), passageiros de ônibus contaram que se jogaram no chão dos veículos buscando proteção.

O preso foi encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso), onde o caso foi registrado, junto com o material apreendido.

Últimas de Rio De Janeiro