Painéis Olímpicos mudam a paisagem urbana de cidades do interior do estado

Em Volta Redonda, intervenções preparam a passagem da tocha, dia 28

Por O Dia

O artista visual Anderson de Souza vem mudando paisagens urbanas no Brasil e até no exteriorDivulgação / Anderson Souza

Rio - A Olimpíada está mudando a paisagem urbana das cidades do interior do estado do Rio. É o caso de Volta Redonda, por exemplo, no Sul Fluminense. Para receber a Tocha Olímpica no próximo dia 28, a prefeitura espalhou painéis com símbolos que lembram os Jogos Olímpicos em várias vias importantes do município, principalmente as que ficam no trajeto por onde a famosa chama será conduzida.

O artista visual Anderson de Souza, pintou o principal painel, na lateral do viaduto Engenheiro João Ravache, no Centro. Para executar a obra, a mais de 30 metros do solo, ele contou com o apoio de um caminhão munck com cesto aéreo.

“É um orgulho contribuir com arte nesse momento histórico que todo o País está vivendo”, diz Anderson, que batizou o trabalho de “Tocha Olímpica do Povo”. Ao todo o painel tem 24 metros de comprimento por dois de largura.

O trabalho é composto por 15 figuras que representam mulheres, homens, crianças, donas de casa, metalúrgicos, funcionários públicos e comerciários de Volta Redonda. “A ideia é retratar o cidadão comum para que todos consigam se enxergar conduzindo a Tocha Olímpica”, disse Anderson.

Painel na lateral de viaduto no Centro de Volta Redonda retrata moradores da cidade conduzindo a Tocha OlímpícaDivulgação / Anderson Souza

Criador do projeto “Na Crise Crie Sorrisos”, Anderson de Souza, nascido em Barra do Piraí, mas que considera Volta Redonda sua cidade adotiva, vem dando ares mais alegres com seus traços, voltados para intervenções urbanas inspiradas em arte de rua e pop art em logradouros públicos da região, de algumas capitais brasileiras, como Rio de Janeiro e São Paulo, e até de outros países, entre eles Estados Unidos (Nova Iorque) e Portugal (Lisboa).

Caminhão munck foi usado por Anderson de Souza para pintar painel a mais de 30 metros de alturaDivulgação / Anderson Souza


Últimas de Rio De Janeiro