Filipinos registram queixa de roubo em alojamento para jornalistas no Recreio

Dois repórteres tiveram quantias retiradas das carteiras no local destinado para profissionais de mídia que cobrem os Jogos

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Dois jornalistas filipinos registraram queixa na 42ª DP (Recreio) de roubo dentro do BV1, alojamento destinado para profissionais de mídia que fazem a cobertura dos Jogos Olímpicos no Rio, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. 

O repórter Marjon Magoo relatou que foram retirados de sua carteira 300 doláres (cerca de R$ 950), onde havia havia US$ 1.500. Ele estranhou, mas não acreditou em roubo, até contar para uma colega de alojamento, outra filipina, que também percebeu o sumiço de parte de um valor de sua bolsa. A repórter, identificada como Lea Cruz, teve 600 dólares levados dos também 1.500 que tinha. Com a "coincidência", eles decidiram procurar a polícia.  

"Um absurdo alguém abrir a carteira de uma pessoa e pegar o dinheiro. Não levaram tudo para eu não perceber que tinha sido roubado. Se eu contasse que não pegaram tudo não acreditariam", disse Marjon. Os casos ocorreram na quarta-feira e quinta-feira.

A polícia acredita que alguém possa ter entrado no apartamento dos jornalistas com o uso de uma chave-mestre ou alguém que tenha acesso aos locais e que não levantariam suspeitas. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia