Polícia Civil desarticula quadrilha especializada em roubos de cargas

Bando roubava cigarros no município de São João de Meriti e os revendia em diversos atacadistas no Rio

Por O Dia

Rio - Policiais da 64ª DP (São João de Meriti) começaram nesta quarta a desarticular uma quadrilha especializada no roubo de cargas de cigarros, que atuava há pelo menos dois anos em São João de Meriti, Baixada Fluminense. Quatro suspeitos de integrar o bando foram presos na Operação Nicotina S/A. Um deles, o policial militar Eduardo Cordeiro dos Santos, apontado como o líder do bando, fora preso três dias antes da ação e está na Unidade Prisional da PM em Niterói. A Polícia Militar não informou o motivo da prisão dele.

De acordo com o delegado Marcelo Santos, da 64ª DP, a quadrilha de 11 integrantes, era investigada há oito meses. O policial Eduardo e um ex-PM, que está foragido, atuavam diretamente no roubo dos veículos. A rota de veículos, volume de cargas e detalhes das entregas eram passados por ex-funcionários da Souza Cruz. “Sabiam o modo de operação de entrega porque já tinham trabalhado na empresa. Isso facilitava a ação”, disse Marcelo Santos.

Dos 11 mandados de prisão expedidos pelos crimes de receptação, organização criminosa e roubo, três foram cumpridos em Realengo, um dos bairros da Zona Oeste onde mora parte do bando. Foram presos Lucas Felipe de Souza, Pedro Henrique dos Santos Rosa e Marcelo Figueiredo.

Dois carros, réplica de pistola, computadores, radiotransmissor, além de diversas caixas de cigarros foram apreendidas. Segundo Marcelo Santos, outra forma de atuação da quadrilha era aliciar motoristas da empresa. Eles tentavam convencê-los a vender a carga de cigarros e fazer uma falsa comunicação de roubo.

A operação contou com o apoio de policiais dos departamentos Geral de Polícia da Baixada e da Capital. Um traficante foi preso na Vila Vintém, após trocar tiros com os agentes.

PMs do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) recuperaram nesta quarta na Avenida Brasil, em Santíssimo, na Zona Oeste, um caminhão-baú roubado, com carga de alimentos perecíveis avaliada em R$ 11.600. O bandido que dirigia o veículo fugiu após trocar de tiros. Comparsas dele em um carro também fugiram. O motorista foi libertado.

Últimas de Rio De Janeiro