Reclamar Adianta: cartão de crédito - regras são pouco conhecidas

A maioria ignora que não pode ficar no rotativo por mais de 30 dias e não entende o parcelamento do saldo

Por O Dia

Rio - As novas regras do rotativo do cartão de crédito ainda pegam de surpresa grande parte dos consumidores. A maioria ignora que não pode ficar no rotativo por mais de 30 dias e não entende o parcelamento do saldo que as administradoras estão fazendo automaticamente na fatura do cartão. Por isso, existem outras possibilidades vantajosas para quitar o débito, como um empréstimo pessoal. Desde abril, o cartão de crédito passou a ter novas regras. Na prática, ninguém poderá usar por mais de 30 dias o crédito rotativo do cartão, popularmente conhecido como pagamento mínimo da fatura. Assim que vencer a segunda fatura, o cliente terá de quitar a primeira conta ou trocar essa dívida por outra. Os bancos são obrigados a oferecer uma linha de empréstimo com juros mais baixos do que o rotativo, mas os consumidores estão sendo dirigidos para parcelamentos automáticos, sem informação prévia. Por isso, é preciso redobrar a atenção, pois há empréstimos mais baratos no mercado. 

'A Reforma Trabalhista não tira nenhum direito dos empregados domésticos e ainda trará menos custos para o empregador%2C aumentando a formalidade'%2C Mario Avelino%2C preDivulgação

CHEGA DE LIGAÇÕES

Não aguento mais. Todo dia, toda hora são ligações da operadora Vivo vendendo produtos que não tenho interesse. Não tenho interesse em receber nenhum tipo de oferta promocional desta empresa.  Rosane Silva Carneiro, Tijuca – Rio De Janeiro.

A Vivo informa que a solicitação da cliente Rosane será atendida e que ela não receberá mais ligações (sobre ações promocionais e ofertas) de operadores da Vivo.  Assessoria de Imprensa Vivo 

PARCELAMENTO ?

As minhas contas de luz estão todas em dia. Nunca fui a Light pedir para parcelar nada, mas para minha surpresa estão me cobrando um parcelamento de 12 vezes no valor de R$ 254, sendo o primeiro vencimento em 19/09. Augusto Germano, Brás de Pina – Rio de Janeiro.

A Light informa que a solicitação do cliente está em análise e dentro do prazo. Em contato com o senhor Augusto Germano, foi informado que o mesmo receberá a resposta por meio de carta.  Assessoria de Imprensa Light 

PRESCRIÇÃO DE DÍVIDAS

Antes de mais nada, não é uma reclamação, e sim um pedido de orientação quanto ao tempo de prescrição dessas dívidas: mensalidade escolar e junto a Cedae. Sabendo o prazo de prescrição, irei negociar com as partes envolvidas. Desde já agradeço! Almir Teglas – Tijuca, Rio de Janeiro.

O prazo prescricional para cobrança de mensalidades escolares é de 5 anos, enquanto para a cobrança de tarifa de água é de 10 anos, contados em ambos os casos a partir do efetivo vencimento da mensalidade. Vale lembrar que a prescrição não extingue a dívida e sim o direito de ingressar com a ação na Justiça para fins de cobrança.  Carlos Eduardo Carvalho, Advogado 

NÃO RECEBI O PRODUTO

Quero deixar aqui registrada minha indignação. No dia 9 de agosto fiz uma compra na ‘Americanas.com’ e não recebei o produto dentro do prazo. Entrei em contato com a empresa e pediram que eu aguardasse dois dias. Fui verificar e descobri que a entrega foi feita no endereço errado! Viviane Maria da Silva -Tanque, Jacarepaguá.

A Americanas.com contatou a cliente Viviane, esclareceu e solucionou a questão.  Assessoria de Imprensa da Americanas.com 

DÚVIDAS FREQUENTES

ERIK HIGINO%2C Gerente-executivo do INSS de Volta Redonda Divulgação

O auxílio-reclusão é um benefício apenas aos dependentes do segurado do INSS, que contribui regularmente, preso em regime fechado ou semiaberto, durante o período de reclusão ou detenção. O segurado não pode receber salário de empresa, nem benefício do INSS. Para que os dependentes tenham direito, é necessário que o último salário recebido pelo segurado esteja dentro do limite da legislação. Em relação ao segurado recluso, são necessários alguns requisitos como ser segurado na data da prisão; estar recluso em regime fechado ou semiaberto e possuir o último salário de contribuição abaixo do valor da legislação. Dependentes precisam comprovar casamento ou união estável na data em que o segurado foi preso. Filho ou irmão (desde que comprove a dependência) devem ter menos de 21 anos.

Últimas de Rio De Janeiro