Dia das Crianças digno de campeões

Corrida, distribuição de medalhas e muitas brincadeiras marcaram a comemoração antecipada da garotada na Pira Run!, evento do DIA e da Piraquê

Por O Dia

Rio - Com muita alegria e, principalmente, disposição, a criançada deu um show de esportividade na corrida Pira Run!, realizada neste domingo, pela Piraquê e pelo DIA, no Parque Madureira. O evento tem patrocínio do Madureira Shopping, da A Nossa Drogaria e da Cia do Doce.

A corrida, que abriu as comemorações do Dia das Crianças, reuniu pequenos e adultos em provas de distâncias variadas, de acordo com a idade dos competidores mirins. Em clima de diversão em família, cerca de 1.100 atletas completaram o percurso e foram recebidos, na linha de chegada, com uma merecida medalha de participação.

Corrida%2C distribuição de medalhas e muitas brincadeiras marcaram a comemoração antecipada da garotada na Pira Run!Luiz Ackermann / Agência O Dia

Ao todo, aproximadamente três mil pessoas compareceram à festa na Zona Norte do Rio, que ainda promoveu recreação com brinquedos e uma equipe de animadores. Personagens como os mascotes Pira e Vaquinha da Piraquê, Thor, Capitão América, Mulher-Maravilha e Emília do Sítio do Pica-pau Amarelo também animaram a garotada.

Ao fim de cada bateria da Pira Run!, os pequenos exibiam sorrisos e orgulho. Não foi diferente com Davi Ribeiro, de apenas 3 anos: "Olha a minha medalha!" foi o que ele exclamou para o irmão Pedro Ribeiro, de 6, e a prima Isabella Morena, também de 6, logo que terminou a prova ao lado da mãe, a bancária Elisângela Garcia, de 37.

"Eu os inscrevi porque é bacana conseguir aliar diversão a atividade ao ar livre. E eles ficaram tão animados que até acordaram sozinhos hoje (ontem) cedo para vir ao parque. Tenho certeza de que essa experiência vai ficar marcada na infância deles", disse Elisângela. Avó de Isabella e tia dos meninos, a funcionária pública Ana Maria Correia, de 57 anos, pensa da mesma forma: "É sadio para a criança se exercitar, por isso incentivamos a prática do esporte. Os três estavam cheios de expectativa de participar. Até treinaram em casa!".

Praticante de corrida, a dona de casa Aline Ramos, de 38 anos, também levou os filhos Isabella Ramos, de 9, e Antonio Ramos, de 7, ao evento, com o objetivo de estimulá-los a manter hábitos saudáveis. "Como o Dia das Crianças está chegando, eu queria fazer algo diferente no fim de semana", contou a esperta Isabella, moradora de Coelho da Rocha, em São João de Meriti, que começou o alongamento no caminho até o Parque Madureira e tinha até estratégia para a competição: "Não quero gastar energia antes, senão vou ficar cansada e, aí, na hora, os outros vão me passar".

Para comemorar o Dia das Crianças%2C o Parque de Madureira recebeu o evento Pira Run%2C realizado pelo jornal O DIA com patrocínio da PiraquêLuiz Ackermann / Agência O Dia

A Pira Run! realizou provas para crianças e adolescentes até 14 anos. Entre os mais velhos, o estudante Gabriel Albuquerque, de 12, participou com o incentivo da mãe, a professora Sandra Albuquerque, de 44. Os dois costumam fazer caminhadas juntos. "A atividade física me ajuda a respirar melhor, porque eu tenho rinite alérgica. Faz muito bem à saúde", afirmou o adolescente.

Além de fazer a preparação física, a criançada caprichou no visual para a corrida. Com óculos estilosos, Arthur Schuindt, de 7 anos, aproveitou o evento para tirar várias fotos com a madrinha, a supervisora de detpartamento pessoal Gabriela Schuindt, de 31. Já a graciosa Luna França, de 5, fez o percurso para sua categoria usando uma viseira e um par de tênis rosa. "Foi a mamãe que trouxe isso de São Paulo, aí eu coloquei hoje", disse a pequena, apontando para o acessório na cabeça. "Ela gosta de estar sempre enfeitada. Então a arrumei assim hoje (ontem) para vir para cá", explicou a militar Fabiana França, de 41 anos.

Atrações para todos os gostos

Entre os brinquedos, difícil saber qual atração era mais disputada pela garotada. E foi preciso fôlego dos adultos para acompanhar o pique dos baixinhos. Logo que saiu do pula-pula, Derick Caetano de Souza, de 5 anos, deu o recado para a avó, a encarregada Beth Souza Soares, de 45: "Agora quero a piscina de bolinhas!". "Estou meio fora de forma, mas vou a todas as corridas que ele participa", disse, rindo, Beth. O menino é experiente. "Tenho muitas medalhas em casa. São sete", contou.

Pula-pula e high jump%2C brinquedo que permite ao usuário fazer acrobacias no ar preso a uma corda elástica%2C fizeram sucesso entre os brinquedosLuiz Ackermann / Agência O Dia

Os mais destemidos, como Kauã Lontra, de 5 anos, se aventuraram no high jump, brinquedo que permite ao usuário fazer acrobacias no ar preso a uma corda elástica. Ele estava no Parque Madureira com a mãe, a fisioterapeuta Tatiana Bárbara, de 34 anos, e o pai, o técnico em enfermagem Douglas Lontra, de 38. "O Kauã é um pouco preguiçoso. Queremos que ele veja que o esporte pode ser lúdico e passe a sentir vontade de sair com a gente para caminhar", disse Tatiana. A escalada também atraiu uma longa fila de corajosos.

Ainda houve dança e maquiagem artística tanto para as crianças quanto para os pais. Maria Eduarda Ponteiro, de 5 anos, pediu aos maquiadores a pintura de uma borboleta no rosto. E o professor de matemática e jiu-jítsu Rafael Duarte, de 37, fez a coreografia da música "Metralhadora", da Banda Vingadora, junto com os filhos Rafael Filho, de 8, e Eduardo Paiva, de 7. "Os dois são atletas de luta e competidores. O mais novo é campeão mundial. Esporte já é natural para eles. Topam tudo que nós propomos a eles, e eu tento acompanhar, mesmo dançando errado", brincou Duarte.

Para Ana Sophia Netto Rocha, a Pira Run! teve gostinho especial. Além de comemoração antecipada do Dia das Crianças, a corrida celebrou o aniversário da menina, que completa 8 anos neste domingo. "Queríamos fazer algo para marcar a data. A corrida veio a calhar. Unimos o útil ao agradável, porque gosto de dar a ela opções de lazer que a proporcionem bem-estar. Eu sempre participo de provas e estou ensinando minha filha desde pequena a ter uma vida saudável", disse o pai coruja, o analista de canais Rodrigo Rocha, de 32 anos, enquanto a menina brincava de futebol. "Já fiz quatro gols", contou, orgulhosa, a aniversariante. 

Últimas de Rio De Janeiro