Antes de planejar a obra, é importante contar com a ajuda de um arquiteto ou de um engenheiro - FOTOS DIVULGAÇÃO
Antes de planejar a obra, é importante contar com a ajuda de um arquiteto ou de um engenheiroFOTOS DIVULGAÇÃO
Por Cristiane Campos

Rio - Cerâmica, madeira, granitos e mármores são alguns tipos de revestimentos disponíveis para quem pretende reformar a casa ou o ambiente de trabalho. Entretanto, antes de planejar a obra, é importante contar com a ajuda de um arquiteto ou de um engenheiro. Pois eles estão aptos a avaliar os espaços e a determinar quais materiais são mais adequados para as obras.

"Estas dicas evitam o desperdício de material e ajudam a reduzir custos da obra. Costumo dizer que não existe um revestimento para cada ambiente e sim como eles são usados em cada local. Claro que há materiais contraindicados para certos espaços, como piso em madeira para ambientes molhados (banheiros, cozinha, área de serviço), porque a água vai deteriorar a madeira. Mas você pode usar a madeira em detalhes fora do piso, como parede, janelas e até mobiliário. Tudo vai depender da composição imaginada pelo arquiteto, que leva sempre em conta as características do revestimento frente ao uso e as demandas de cada tipo de cômodo", explica Fernando Santos, arquiteto e diretor da Santos Projetos.

Com essas dicas, o próximo passo é escolher o tipo de revestimento. E opções não faltam. Nesses dias de verão, por exemplo, os pisos frios são uma alternativa para deixar a casa fresquinha. Eles podem ser usados em áreas externas e internas, são práticos e fáceis de limpar e se adaptam tanto em cozinhas e áreas de serviço como em varandas, ambientes sociais e íntimos.

A cerâmica Orla (coleção Decorados da Lef Cerâmica), por exemplo, é inspirada nas pedras portuguesas que formam o calçadão da orla de Copacabana. A Cannes (coleção Pietra da Rox Cerâmica) teve inspiração na combinação entre pedras e mármores e simboliza o diálogo entre os estilos rústico e clássico. Já o porcelanato Arena (linha Stone da Via Rosa Porcelanato) remete aos pisos de pedras naturais.

Quem deseja ter a elegância clássica do mármore pode apostar em porcelanatos que reproduzem o efeito do material. Na prática, o alto custo do mármore incentivou fabricantes a investir em tecnologias para reproduzir o efeito marmorizado em cerâmicas e porcelanatos. A Via Rosa produz alguns exemplos que podem ajudar a dar o efeito desejado, como o Travertino Vero, o Botticino Clássico, o Rapolano Bege, o Calacata Gold e o Crema Beige.

Exposição apresenta novidades
Publicidade
Em março, em São Paulo, a Expo Revestir vai mostrar novidades para o segmento. A Portinari, por exemplo, vai lançar 23 coleções de porcelanatos. Entre os destaques, as coleções Távola, Allegro e Dom. A Távola tem linhas desenhadas que proporcionam que as peças sejam rotacionadas, causando diferentes efeitos para a criação de ambientes impactantes. O porcelanato que interpreta de forma fiel a madeira, em formato de régua, desperta sensação de aconchego.
Elementos do cotidiano estão presentes na coleção Allegro. Os desenhos são de pequenos detalhes, que dão ritmo ao dia a dia, em diferentes perspectivas, como lápis, dardos, pipas, casas e pixels de computadores. Tudo isso em pequenos e baixos relevos. A coleção conta com quatro cores de revestimentos.
Publicidade
Já as peças da coleção Dom misturam o movimento fino e irregular da argila queimada com a aparência do cimento, deixando as bordas mais claras. Com cinco cores que vão do white ao marrom, essa coleção tem o dom de montar um ambiente contemporâneo com tudo que há de mais atual. As peças decoradas com desenhos geométricos combinam com todas as cores da coleção. O Dom Decor tem relevos baixos e movimentos ópticos, conforme a aplicação.
Você pode gostar
Comentários