CBF adia recurso de árbitro de vídeo

Dificuldades técnicas impedem estreia já na próxima rodada

Por O Dia

A CBF não poderá cumprir a promessa de implementar na próxima rodada do Campeonato Brasileiro o árbitro de vídeo. Pressionada depois do gol de Jô, marcado com o braço e que garantiu a vitória do Corinthians sobre o Vasco, a entidade encontrou muitos problemas de logística e de técnica e resolveu adiar, sem data prevista, o uso do recurso. Mas explicitou o desejo de colocá-lo em prática ainda este ano.

Depois de dois dias de reunião com a TV que detém os direitos de transmissão dos jogos do Brasileiro, os dirigentes não encontraram uma solução, já que necessitariam de uma mudança na parte logística (número de câmeras, posicionamento, ilha de edição com monitores) e de tempo por parte da TV para elaborar a estrutura necessária. Além disso, a entidade não teria árbitros suficientes e nem mesmo treinados para operar as imagens de acordo com as normas da Fifa.

VETO DOS CLUBES

A CBF sugeriu que apenas dois jogos da rodada tivessem o recurso: São Paulo x Corinthians, no Morumbi, e Fluminense x Palmeiras, no Maracanã. Mas representantes dos clubes vetaram a possibilidade, dizendo que o ideal seria usar o árbitro de vídeo em todas as partidas.

Comentários

Últimas de Esporte